Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Territórios_In com impacto “muito positivo” – Póvoa de Lanhoso

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso apresentou os resultados do Projecto Territórios_In. “O Territórios_In teve um impacto muito positivo no concelho, sobretudo, ao nível do trabalho desenvolvido junto dos desempregados, dos jovens e das suas famílias, das IPSS’s locais e ao nível da capacitação da população em geral na formação das TIC”, salientou a Vereadora da Acção Social, Fátima Moreira.
 
A cerimónia decorreu no Theatro Club, na noite de 6 de Janeiro. A ocasião reuniu beneficiários do Projecto, em termos individuais ou colectivos (alguns dos quais puderam partilhar com os presentes as suas experiências de participação nas diversas acções), bem como, para além de edil Povoense, responsáveis como a Coordenadora Nacional dos CLDS, Maria José Maia, como a representante da Sol do Ave, entidade promotora do projecto, Maria José Afonso, e colaboradores como Helena Maria Areias, de entre outros, que fizeram um balanço do Projecto que agora terminou. Estiveram também presentes parceiros da Rede Social da Póvoa de Lanhoso.
 
O Territórios_In visou a promoção e a inclusão social dos cidadãos, recorrendo a estratégias e processos participados e de parcerias e desenvolvendo actividades com carácter multidimensional, junto da população local.
 
A Vereadora da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso considerou, igualmente, que os resultados obtidos contribuíram para atingir objectivos definidos no PDS_ Plano de Desenvolvimento Social Concelhio e que o CLDS_ Contratos Locais de Desenvolvimento Social  se revelou um instrumento fundamental na resolução de situações sociais, que para a Rede Social se revelavam prioritárias, e essencial na estratégia de rentabilização dos recursos físicos e humanos, constituindo-se como um modelo de desenvolvimento social que permitiu capacitar o concelho em diferentes áreas e eixos.
 
A noite teve animação musical pelo grupo de Percussão “Trupe -Tap”, surgido no âmbito deste Projecto. Os presentes puderam ainda visualizar um filme que sintetizou as acções realizadas no âmbito dos quatro eixos de intervenção prioritários (Emprego, Formação e Qualificação, Intervenção Familiar Parental, Capacitação da Comunidade e das Instituições e Informação e Acessibilidades).
 
De facto, são de sublinhar as acções direccionadas para o emprego, destacando-se o surgimento de quatro projectos de criação do próprio emprego directamente ligados às acções de formação do Projecto, e para a intervenção familiar em áreas como a gestão doméstica, financeira e a formação parental, e para a capacitação de Instituições, que incidiu, de entre outros aspectos, sobre a elaboração participada dos planos de acção das instituições.
 
Apelo à continuidade.
 
Fátima Moreira lançou ainda o repto à continuidade do Projecto. “Analisando os resultados obtidos, estou convencida de que é um trabalho ao qual podemos dar continuidade. Com o agravar dos problemas económicos e sociais, cada vez se tornam mais pertinentes e fundamentais instrumentos como os CDLD´S para permitir uma intervenção continuada, sistemática e efectiva”, referiu. “A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e outras e a Sol do Ave estarão certamente disponíveis para dar continuidade ao trabalho já realizado”, finalizou.
 
Depois de alguns beneficiários terem partilhado as suas experiências quanto à sua participação no Projecto, casos de uma jovem empreendedora, de uma mãe, da presidente de uma IPSS e de jovens elementos do Trupe-Tap, procedeu-se, antes de terminar a sessão, à entrega de diplomas referentes à Formação Educação Parental, à Capacitação Institucional (IPSS´s) e às TIC.
 
Enquadrado no Programa Contratos Locais de Desenvolvimento Social do Instituto da Segurança Social, IP., o “Territórios_In” começou a ser implementado em 2008 nos Concelhos da Póvoa de Lanhoso, de Fafe, de Santo Tirso e da Trofa, terminando em Dezembro de 2010, após os seus três anos de actividade previstos.
 
Este Projecto foi  coordenado pela “Sol do Ave”- Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave e executado nos Municípios referidos, que acompanharam localmente as acções de intervenção social. E teve o financiamento do Instituto da Segurança Social, do Programa CLDS, do Fundo Social Europeu e do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *