Póvoa de Varzim, Sociedade

Da utopia à realidade – Aver-o-Mar com novo espaço de lazer – P. Varzim

“Sempre tive a utopia e o gosto de um dia inaugurar este espaço.” A expressão foi proferida ontem, 9 de Janeiro, por José Macedo Vieira, Presidente da Câmara Municipal, aquando da inauguração do Centro de Ocupação de Tempos Livres, em Aver-o-Mar. Estiveram presentes na cerimónia, o executivo camarário e o Presidente da Junta de Freguesia de Aver-o-Mar, Carlos Maçães.
Foi com particular satisfação que o edil descerrou a placa deste espaço há muito desejado pelos averomarenses para ocupação dos seus tempos livres. José Macedo Vieira revelou que se sente especialmente feliz por esta ser já a segunda obra inaugurada este ano em Aver-o-Mar, freguesia a que está sentimentalmente ligado. A propósito, o autarca referiu a Escola de Refojos, que frequentou e há uma semana teve a honra de inaugurar após obras de remodelação e ampliação.
Quanto a intervenções futuras, José Macedo Vieira adiantou que a requalificação da Marginal de Aver-o-Mar vai ser uma realidade até ao final do ano e o Campo de Futebol e o Cemitério da freguesia também não serão esquecidos entre as prioridades do município.
Perante uma plateia de averomarenses que não hesitavam em transmitir o seu contentamento, o responsável pela freguesia fez questão de anunciar que a realização deste sonho só foi possível graças ao investimento e à boa vontade da Câmara Municipal. “Isto é para todos aqueles que queiram cá vir”, informou o Presidente da Junta dizendo que o espaço iria ser utilizado “por mais jovens e menos jovens” manifestando que pretendia que também os idosos usufruíssem deste local.
“Finalmente, a chaminé deita fumo.” afirmou Carlos Maçães enunciando que este Centro de Ocupação de Tempos Livres era o culminar de alguns investimentos que a autarquia tem feito, nomeadamente no Largo da Igreja, na Escola de Refojos, no alpendre para venda de peixe e no alargamento do Campo de Futebol.
Com vista para o mar, o Centro de Ocupação de Tempos Livres dos Pescadores resulta de um investimento de €99.538,64 por parte da autarquia. Está localizado no remate da rua da marginal de Aver-o-Mar, local que, de resto, é já ponto de encontro para os muitos pescadores, sobretudo os reformados, nos seus momentos de convívio.
A estrutura obedece a uma linguagem de construção que vai sobretudo de encontro à sua envolvente, através da utilização de materiais como a madeira, de forma a reduzir o impacto visual. Assim, a construção, bem como todo o seu interior, é em estacaria de madeira, fechada a vidro e coberta a camarinha de zinco. A estrutura é composta por uma sala de convívio e instalações sanitárias, prolongando-se para o exterior em estrado de madeira, que funcionará como uma esplanada aberta sobre o mar. Trata-se de um espaço que permite a contemplação de toda a paisagem envolvente, característica que sublinha a “aura” de tranquilidade que pretende ter. Conheça o espaço, aqui.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *