Cultura, Estremoz

Reabriu o teatro Bernardim Ribeiro! – Estremoz

Após um ano de encerramento, por motivo de obras de recuperação, reabriu dia 04 de Janeiro de 2011, o Teatro Bernardim Ribeiro, através da realização de um espectáculo com os grupos locais: Orfeão de Estremoz Tomaz Alcaide, Grupo de Cantares da Academia Sénior, Banda da Sociedade Filarmónica Artística Estremocense, Banda da Sociedade Filarmónica Luzitana, Ginarte e Ginarte Sénior.
Durante a tarde, o Programa da RTP “Portugal no Coração” efectuou quatro directos a partir do teatro, nos quais actuaram o Grupo de Dança da Ginarte Sénior, a Ginarte e o Grupo de Cantares da Academia Sénior. Nesses directos foram entrevistados vários intervenientes nesta iniciativa, entre os quais o Presidente da Câmara Municipal, Luís Mourinha e o Vereador da Cultura, José Trindade, que falaram acerca das obras de recuperação desenvolvidas, bem como das actividades programadas e do futuro do Teatro.
A noite foi de glamour e todos os presentes apreciaram o regresso do maior e mais emblemático espaço cultural da nossa cidade, sendo de destacar a excepcional qualidade dos espectáculos apresentados pelos grupos locais, o que reforça e afirma o carácter e a identidade culturais do Concelho de Estremoz.
O Presidente da Câmara, no seu discurso de reabertura do equipamento, agradeceu a presença de todos e frisou que a pausa a que o teatro foi sujeito, era extremamente necessária para garantir a segurança das pessoas e bens, acrescentando que o Município pretende continuar a melhorar e a inovar, nomeadamente com a implementação de um sistema de cinema digital e 3D.
Luís Mourinha reforçou ainda a ideia de que o Teatro não é da Câmara, mas sim de todos os Estremocenses, fazendo um apelo para a sua conservação e protecção, através das seguintes palavras: “… o esforço agora é dos Estremocenses, a sala é vossa, protejam-na…”.
Com o Teatro Bernardim Ribeiro novamente a funcionar, a Câmara Municipal de Estremoz tudo fará para que a actividade cultural regresse em pleno, com toda a animação que Estremoz merece.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *