Cantanhede, Educação

Câmara de Cantanhede prepara concurso para construção do Centro Educativo de Cadima

A Câmara Municipal de Cantanhede está a ultimar o processo para abertura do concurso relativo à empreitada de construção do Centro Educativo de Cadima, o que deverá acontecer a muito curto prazo. Com um preço base de 1.291.811 euros, a obra beneficiará de uma comparticipação em 80% do valor elegível de 1.120.581 euros, no âmbito de uma candidatura que mereceu aprovação do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

A nova infra-estrutura escolar será edificada num terreno que a edilidade cantanhedense adquiriu para o efeito à entrada da localidade de Rodelo. Situado numa zona de expansão urbana, a cerca de 600 metros do largo central de Cadima, o referido terreno confina com a estrada que liga o centro da sede de freguesia às localidades de Taboeira e Olhos da Fervença, dispondo de localização privilegiada em termos de acessibilidades.

Este aspecto foi aliás devidamente acautelado, porquanto um dos objectivos que preside à construção do Centro Educativo de Cadima é precisamente o de concentrar a totalidade dos alunos dos estabelecimentos de ensino dispersos pela freguesia num novo equipamento escolar com condições físicas, espaciais e materiais para dar resposta adequada às actuais exigências pedagógicas.

Nesse sentido, a concepção do imóvel está de acordo com o estabelecido na Carta Educativa do Concelho relativamente à evolução prevista para a população escolar do 1.º Ciclo do Ensino Básico (CEB) da Freguesia de Cadima, contemplando ainda a criação da valência de pré-escolar, uma vez que não existe naquela zona nenhum jardim-de-infância da rede pública. Assim, considerando que deve ascender a mais de 100 o total de alunos do 1.º CEB, o Centro Educativo de Cadima será constituído, nesta valência, por seis salas de aula equipadas com banca de apoio e arrumos de material didáctico, gabinetes, sala de reuniões de educadores e instalações sanitárias divididas por sexos, incluindo uma para pessoas de mobilidade reduzida. Irá dispor também de refeitório, sala polivalente e biblioteca, além de um recinto de jogos no exterior.

Ao nível da educação pré-escolar, haverá duas salas, uma para actividades, outra para a Componente de Apoio à Família (CAF), bem como um espaço polivalente concebido para permitir a sua ampliação para uma área de uso geral.

O edifício, de piso único, terá uma configuração em L, com uma distribuição longitudinal ao longo do terreno, usufruindo da orientação solar e permitindo gerar espaços diferenciados de recreio e lazer. Conforme refere a memória descritiva do projecto, a solução arquitectónica adoptada assenta numa estrutura funcional exigente com base em rigorosos critérios relativamente a dimensão, proporção, orientação solar e segurança. O resultado é um volume construtivo de dois corpos prismáticos ortogonais que dá resposta ao programa estabelecido ao nível da integração das duas valências escolares, conjugando as funções e exigências de um Jardim-de-infância e de uma EB1, o que envolve a utilização comum de alguns serviços, com a inerente optimização e rentabilização do equipamento.

As áreas exteriores de lazer foram concebidas de modo a disporem de condições para uma salutar convivência entre as crianças mais pequenas do Jardim de Infância e os maiores da EB1 num ambiente de segurança e harmonia.

Quanto aos acessos ao Centro Educativo de Cadima, a sua implantação será feita em moldes que garantem a segurança pedonal e rodoviária, estando prevista uma ligação à parte posterior do terreno, e a entrada no edifício será efectuado através de uma praceta de estacionamento que favorece a protecção das crianças.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *