Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Iniciaram as comemorações dos 125 anos do jornal “Maria da Fonte” na Póvoa de Lanhoso

A distribuição gratuita de uma edição especial junto dos assinantes, das escolas e da população, em geral, marcou o início das comemorações dos 125 anos do Jornal “Maria da Fonte”, esta segunda-feira, dia 3 de Janeiro, na Póvoa de Lanhoso.
 
Em 3 de Janeiro de 1886, foi publicado o primeiro número do jornal “A Maria da Fonte”, periódico que passou já por três séculos diferentes e que é um testemunho histórico vivo. Presentes na redacção do jornal estiveram, esta tarde e de entre outros, a Vereadora da Cultura da Câmara Municipal, Fátima Moreira, e o Director daquela publicação nos últimos dez anos, Armindo Veloso.
 
A Câmara Municipal associou-se à Administração do Jornal Maria da Fonte nestas comemorações. “O jornal Maria da Fonte é um dos patrimónios culturais mais importantes ao nível da informação escrita que temos no concelho e, por isso, a Póvoa de Lanhoso está grata a todos aqueles que contribuíram, durante este tempo todo, para que a existência do Maria da Fonte perdure e se mantenha”, referiu, por um lado, a Vereadora Fátima Moreira. Aludindo às diversas transformações sociais e políticas que este jornal acompanhou, ao longo dos anos (desde a Monarquia, à Primeira República, passando pelo Estado Novo com a Censura, até à Democracia, desde 1974), o actual Director salientou, por outro lado, que “o que é certo é que o Maria da Fonte se mantém activo, vivo e de boa saúde”.
 
O dia ficou, então, marcado pela distribuição de uma edição especial, com o grafismo do número 1, com 32 páginas a preto e branco, através das quais é possível ficar a conhecer a história do jornal, bem como as notícias que divulgou ao longo destes anos, em relação aos mais diversos assuntos de interesse para o país, como a Implantação da República, e para o concelho, como a morte do benemérito António Ferreira Lopes, por exemplo. Inclui ainda testemunhos de personalidades contemporâneas, como o do Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, de entre outros.
 
Esta edição evocativa chegou até aos assinantes e à comunidade escolar. Foi ainda entregue, em mãos, por dois ardinas do Centro de Criatividade da Póvoa de Lanhoso àqueles que circulavam, ao início da tarde, na Praça Eng. Armando Rodrigues, na Vila da Póvoa de Lanhoso. “Não tenho dúvidas de que da forma como o Jornal está feito será objecto de estudo durante algum tempo não necessariamente curto”, considerou, ainda, Armindo Veloso. De lembrar que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso disponibiliza, na Sala de Interpretação do Território, na Casa da Botica, o acesso a um arquivo digital do mesmo jornal.
 
Comemorações com Conferências e Exposição.
 
As comemorações prosseguem no dia 15 de Janeiro, pelas 21h30, com a conferência “Jornal Maria da Fonte – 125 anos”, No Theatro Club, sendo conferencistas Paulo Freitas (Divisão de Cultura e Turismo da CMPL) a respeito de “A Fundação do Jornal Maria da Fonte”, José Abílio Coelho (Director do Jornal Terras de Lanhoso/Investigador) sobre “A Imprensa Periódica na Póvoa de Lanhoso” e Felisbela Lopes (Universidade do Minho) sobre a “Imprensa no Desenvolvimento Local”. O moderador será Armindo Veloso (Director do Jornal Maria da Fonte).
 
Prevista está ainda a realização de uma segunda conferência sobre “A Importância dos Arquivos Locais” e a abertura de uma exposição documental sobre o Jornal Maria da Fonte ao logo destes 125 anos de existência, na Galeria de Exposições do Theatro Club.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *