Cultura, Évora

Inauguração da exposição “ A Colecção Fotográfica da Sociedade Harmonia Eborense” – Évora

A exposição “ A Colecção Fotográfica da Sociedade Harmonia Eborense” é inaugurada no próximo dia 6, pelas 20 horas, no Museu de Évora.

Esta mostra, organizada pela Câmara Municipal de Évora e pela Sociedade Harmonia Eborense (SHE), conta com o apoio do Instituto dos Museus e da Conservação/Museu de Évora, da Delegação Regional da Cultura do Alentejo e da Fundação Eugénio de Almeida. Estará aberta ao público até 9 de Março próximo e irá ser editado um catálogo da mesma em data a anunciar. 

Recorde-se que, em 28 de Janeiro de 2010, a Câmara Municipal de Évora e a Sociedade Harmonia Eborense assinaram um Acordo de Depósito do acervo fotográfico daquela sociedade no Arquivo Fotográfico municipal. No âmbito desse acordo a colecção foi inventariada, descrita e, após digitalização, acondicionada em material adequado e colocada na sala de depósito do Arquivo Fotográfico camarário. 

Actualmente as cópias digitais das provas fotográficas estão disponíveis ao público no Arquivo Fotográfico municipal e estão a ser colocadas on-line, podendo ser consultadas no endereço www.evora.net/cice/memoria a partir da data da inauguração da exposição. 

Composta por 339 espécies, esta colecção inclui 154 provas a preto e branco, 61 provas a cor e 124 provas de albumina coladas sobre cartão. Algumas das imagens estavam datadas, podendo balizar-se a colecção entre finais do séc. XIX (1898?) e os anos 80/90 do século XX.  

Das imagens existentes, a maioria refere-se a eventos da vida social da SHE: bailes, festas, exposições, etc. Encontra-se também um grande número de imagens referentes a peças de teatro, cenários e grupos de mascarados, bem como um grande número de retratos (sócios, dirigentes, artistas de teatro). 

Não sendo uma colecção de um só autor, existem neste acervo provas de fotógrafos com actividade reconhecida em Évora, Lisboa e Porto, entre outras localidades, identificados pelas assinaturas e/ou com o carimbos da sua casa comercial. Destacamos Ricardo Santos (finais do século XIX, inícios do século XX), Cipriano Camarate e Eduardo Nogueira (ambos com actividade entre as décadas de 1940 e 1960) como os autores da maior parte das provas, embora possamos encontrar também imagens de Maria Eugénia Reya Campos, 1.ª mulher photographa portuguesa, António Maria Serra e José Pedro Braga Passaporte, ambos Photographos da Casa Real, Silva Nogueira e David Freitas, entre outros.

Com a presente exposição pretende-se divulgar o espólio tratado e dar uma panorâmica geral do seu conteúdo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *