Oliveira de Azeméis, Sociedade

Aprovados 1,3 milhões de euros em projectos de investimento rural em Oliveira de Azeméis

O concelho de Oliveira de Azeméis, com 10 projectos, foi o município com mais candidaturas aprovadas no concurso promovido pela Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Terras de Santa Maria (ADRITEM) no âmbito da medida «Dinamização das Zonas Rurais».
Os projectos, aprovados no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural (PRODER), envolvem um investimento de 1,3 milhões de euros e serão executados em nove freguesias do concelho.
«A autarquia aproveita todas as oportunidades de financiamento disponíveis», afirmou o presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis.
Segundo Hermínio Loureiro, «o concelho apresenta um tecido associativo empreendedor que merece ser apoiado», pelo que «a ADRITEM tem sido um bom veículo para solucionar alguns anseios e objectivos do município».
«Espero ver reforçadas as verbas do Programa de Desenvolvimento Rural para que a ADRITEM possa continuar a apoiar e a incentivar outros projectos», disse.
Os investimentos vão criar seis novos postos de trabalho e destinam-se a operações de agro-turismo nas freguesias de S. Roque e Ossela, recuperação de moínho de água em Loureiro, requalificação da antiga escola de artes e ofícios de Palmaz, reabilitação da Casa do Adro e remodelação de espaços para leitura, biblioteca e internet da Associação Nogueirense de Cultura e Desporto, recuperação da sede da Sociedade Musical Harmonia Pinheirense, obras de recuperação do edifício da Banda Musical S. Martinho de Fajões e aquisição de instrumentos, construção de equipamentos cívicos de apoio á cultura em Cesar, aquisição de miniautocarro adaptado para o Centro Social, Cultural e recreativo de Carregosa e aquisição de instrumentos, fardamentos e carrinha para a Banda Musical de Loureiro.
A entrega dos contratos de financiamento dos projectos aprovados realizou-se na sede da ADRITEM numa cerimónia que serviu também para lançar o segundo concurso do sub-programa 3 do PRODER que decorrerá entre 27 de Dezembro e 21 de Fevereiro de 2011.
Segundo o presidente da ADRITEM, Emídio Sousa, as medidas do PRODER são importantes «para a promoção do desenvolvimento sócio-económico da região».
«O maior mérito pertence aos promotores que apresentaram bons projectos e foram empreendedores neste novo e grande desafio proposto pela ADRITEM», disse o responsável.
No âmbito do concurso foram apoiadas cinco entidades com enquadramento de microempresa, seis autarquias, quatro instituições particulares de solidariedade social, quatro associações culturais e recreativas e uma pessoa singular.
A acção com maior número de candidaturas aprovadas (8) foi a medida «Serviços básicos para a população rural» com uma comparticipação de 75% de subsídio não reembolsável, até ao máximo de 200.000 00 euros.
Com 7 candidaturas aprovadas seguiu-se a medida «Conservação e valorização do património rural», com um investimento máximo elegível de 200.000,00 por projecto e com comparticipação de 60%.
A maioria dos projectos incide nas freguesias rurais de Oliveira de Azeméis e Santa Maria da Feira registando-se a aprovação de dois outros projectos em Gondomar (Unidade de alojamento turístico e um Centro integrado de apoio sócio-cultural) e uma viatura para apoio domiciliário em Albergaria-a-Velha.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *