Economia, Santa Maria da Feira

16 empresas recorreram à Bolsa de Trabalho de Santa Maria da Feira em dois meses

Desde que entrou em funcionamento, em meados de Outubro, a Bolsa de Oferta e Procura de Trabalho (BOPT) da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira foi contactada por 16 empresas que, no total, disponibilizaram 60 postos de trabalho. A Bolsa encaminhou para essas empresas 56 candidatos, sendo que oito faltaram às entrevistas, apesar de terem confirmado antecipadamente a sua disponibilidade e interesse em concorrer às vagas apresentadas. Um dos candidatos ficou colocado e outro encontra-se a fazer formação numa empresa.  

Celestino Portela, titular da pasta do Desenvolvimento Económico na Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, reconhece que os números relativos às colocações não são animadores, mas releva o trabalho realizado pelo Gabinete de Apoio ao Empresário (GAE), Agência Local em Prol do Emprego (ALPE) e Gabinetes de Inserção Profissional (GIP) na procura de soluções para quem procura trabalho.  

“Todas as pessoas que querem efectivamente trabalhar devem inscrever-se na ALPE e ter uma atitude construtiva para com as oportunidades que vão surgindo”, refere o autarca, acrescentando que “é desolador sentir que há dificuldade em encontrar candidatos para determinadas ofertas de trabalho quando os agentes envolvidos neste projecto estão tão empenhados em ajudar a colocar os desempregados do Concelho”. As ofertas de trabalho encaminhadas para o GAE, através da Bolsa, são essencialmente do sector do calçado, área comercial e serralharia. Mas há também ofertas nas áreas da reparação automóvel, cozinha, secretariado, entre outras.  

Celestino Portela adianta que a Bolsa de Oferta e Procura de Trabalho vai continuar o seu trabalho e, no final do primeiro semestre de funcionamento, será feito um novo ponto de situação.  

Serviço gratuito e ao alcance de todos

A Bolsa está disponível on-line no portal do Município e destina-se a empresas e munícipes desempregados. Este serviço, gratuito e ao alcance de todos, pretende ser um elo de ligação entre a oferta e a procura de trabalho no Concelho.  

A Bolsa de Oferta e Procura de Trabalho é coordenada pelo GAE e pela ALPE. Está disponível on-line, no site www.cm-feira.pt (menu Desenvolvimento Económico). Na prática, as empresas podem encaminhar para o GAE as suas necessidades ao nível de postos de trabalho, que imediatamente serão cruzados com os pedidos de procura de trabalho recepcionados pela ALPE. No prazo máximo de dez dias, as empresas são contactadas e informadas sobre as pretensões que formalizaram na Bolsa. 

Como recorrer à Bolsa de Trabalho?

As empresas interessadas em comunicar as suas ofertas de trabalho podem fazê-lo preenchendo a respectiva ficha de Oferta, disponível o site do Município, e enviá-la através do endereço electrónico gae@cm-feira.pt.

Os munícipes que procuram trabalho devem preencher a ficha de Procura e enviá-la para o endereço electrónico procuroemprego.alpe@gmail.com. Se preferirem, podem dirigir-se directamente aos serviços da ALPE, passando a constar da sua base de dados. A ALPE fará todas as diligências para procurar satisfazer as necessidades dos inscritos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *