Reguengos de Monsaraz, Sociedade

Reguengos de Monsaraz investe 730 mil euros na modernização da rede de abastecimento e de saneamento em baixa

O Município de Reguengos de Monsaraz está a modernizar a rede de abastecimento e de saneamento em baixa do concelho. Os projectos em curso e os que vão avançar no próximo ano abrangem as condutas de abastecimento em baixa nos troços Motrinos – Outeiro, S. Pedro do Corval – Santo António do Baldio, ER 255 – Carrapatelo – CM 1124, Aldeia de Cima, Motrinos (Fase 1), a requalificação do reservatório de Falcoeiras e a implementação da Rede de Telegestão e Tratamento Automático de Água para as Células da Rede de Abastecimento. Um investimento de cerca de 730 mil euros que foi candidatado ao Eixo 4 do INALENTEJO – Qualificação Ambiental e Valorização do Espaço Rural. 

Na década de 1980, o Município de Reguengos de Monsaraz efectuou um investimento avultado no sentido de dotar todos os aglomerados do concelho de rede de abastecimento e de saneamento. Devido ao desgaste natural do equipamento, torna-se cada vez mais premente a colocação de novas condutas de abastecimento de água e a recuperação de outras infra-estruturas. Também se verificaram no último Inverno elevados volumes de efluentes às ETAR´s e PITAR´s, com um aumento superior a 50 por cento de águas cinzentas quando comparado com os mesmos meses do ano anterior, pelo que se justificam algumas intervenções localizadas em infra-estruturas de saneamento. 

Actualmente, a água distribuída no concelho tem origem no Sistema Multimunicipal em alta da Águas do Centro Alentejo, proveniente da Barragem do Monte Novo, e de captações localizadas nas freguesias de Reguengos de Monsaraz, Campinho e Monsaraz. A autarquia gere 14 sistemas de abastecimento público em baixa, que correspondem a todos os aglomerados populacionais do concelho, registando em 2009 uma cobertura de 97 por cento da população residente.  

A câmara municipal é igualmente a entidade gestora dos 14 sistemas de saneamento público de águas residuais em baixa, que cobrem cerca de 95 por cento da população. As obras de modernização têm também como objectivo fazer chegar o abastecimento a 98 por cento dos munícipes e o saneamento a 97 por cento. 

José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, afirma que “todas as intervenções visam aumentar a qualidade do serviço, aumentando a eficiência e a qualidade do tratamento de águas residuais, sem infiltrações indesejadas, assim como o aumento da qualidade da água para abastecimento, pois reduzindo o número de roturas aumenta-se exponencialmente a qualidade da água para os munícipes”. O autarca adianta que “já foi concluída a requalificação da conduta no Troço Zona Industrial de Reguengos de Monsaraz – Perolivas, sendo igualmente de destacar o investimento que está a ser feito na telegestão, que permitirá optimizar os recursos municipais, minimizando em tempo real as perdas de água e aumentando a qualidade dos serviços prestados”. 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *