Cultura, Penafiel

Museu de Penafiel eleito o melhor Museu Português

O Museu Municipal de Penafiel foi eleito, em Lisboa numa cerimónia que teve lugar no Museu do Oriente, o Melhor Museu Português pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM).

O prémio de melhor museu português é o mais alto galardão atribuído pela APOM e que se destina a reconhecer a altíssima qualidade do museu premiado. 

Reaberto há apenas ano e meio, após profunda remodelação do palacete setecentista dos Pereira do Lago, onde está instalado, o Museu Municipal de Penafiel, é hoje um espaço de referencia cultural onde a história e as tradições convivem em cada espaço, de mão dada com a modernidade e com as novas tecnologias e onde a preservação da memória se sente e respira em todos os cantos. 

O palácio onde está  instalado o melhor museu português do ano, constituiu ainda a última grande obra do arquitecto Fernando Távora, entretanto falecido, continuada e terminada pelo filho José Bernardo Távora. 

Convidado a receber o mais alto prémio atribuído pela APOM, o autarca de Penafiel, Alberto Santos não hesitou em classificar o galardão como ”um claro e inequívoco reconhecimento da prioridade que damos em Penafiel à cultura e à preservação do património e da identidade, como factor de desenvolvimento do território. Este prémio, enche de orgulho os penafidelenses e todos quantos acreditaram que seria possível criar em Penafiel um espaço de referência e proporcionar aos visitantes uma experiência singular e extraordinária, onde os sentidos são despertos para a emoção de viajar num Museu que nos mergulha na riqueza de um povo que são as suas próprias tradições e memórias.”

Já antes a excelência do Museu Municipal de Penafiel tinha estado em evidencia, nomeadamente, ao ter ficado entre os cinco finalistas dos Prémios Turismo de Portugal 2010, na categoria de Novo Projecto Público, ter conquistado o 1º prémio na categoria de Projecto Urbano-Cultura, do Jornal Planeamento e Cidades, ter chegado à fase final do prémio internacional, EMYA 2010 do European Museum Fórum (foi um dos 23 museus indicados para Museu Europeu do Ano) e de ter sido nomeado para o prémio Novo Norte. 

Distinções que já  vinham a comprovar a qualidade do espaço e do património exposto, e que revelam de forma apaixonante a história do município desde os tempos mais remotos, estando reunido um espólio arqueológico, etnográfico e histórico da região do Sousa e Tâmega, de grande qualidade e valor e que pode ser comprovada pelas cerca de 35.000 pessoas que visitaram o museu neste seu primeiro ano e meio de vida. 

Na cerimónia de ontem em Lisboa, também o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha garantiu a categoria de Melhor Museu Português, tendo a APOM decidido ainda atribuir uma menção honrosa ao Museu do Campo, em Santarém. 

Criada há 45 anos, a APOM atribui anualmente prémios ao sector com o objectivo de evidenciar e estimular a excelência no universo dos museus do país, tendo sido a primeira vez na sua historia em que o galardão foi atribuído em simultâneo a duas instituições.  
 
 
 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *