Mangualde, Sociedade

Posto de atendimento do exército em Mangualde

Na passada sexta-feira, dia 10 de Dezembro, foi assinado o protocolo de colaboração entre o Exército e a Câmara Municipal de Mangualde. Este acordo faz nascer em Mangualde um Posto de Atendimento, que funcionará nas instalações da Câmara. A cerimónia protocolar, que decorreu pelas 15h30, contou com as presenças do Major-General Jorge de Jesus dos Santos e do Presidente da Autarquia Mangualdense, João Azevedo. O protocolo terá um período experimental de três meses e depois terá a duração de um ano, renovando-se automaticamente por iguais períodos.
 
Para João Azevedo este será um bom serviço para os mangualdenses, porque «é bom para o exército, porque os jovens podem conhecer melhor o exército, mas também é bom para a região e para os jovens, porque há jovens que não sabem como podem prestar um serviço militar e como podem aproveitar de forma séria este caminho profissional». Que é um «caminho diferente, porque é um emprego para servir a pátria», sublinhou ainda. Nesse sentido, o autarca não tem dúvidas que «a Câmara é obrigada a prestar este serviço para ajudar o exército e os jovens desta terra que assim podem ter uma nova oportunidade de emprego». Referiu ainda que se trata de um serviço de proximidade «uma vez que aquelas pessoas menos jovens, que já prestaram serviço militar e que se deslocavam a Viseu, agora poderão deslocar-se a Mangualde». Na recta final, o edil não deixou de lançar o repto ao exército: «gostaria muito que as comemorações do dia do exército fossem em Mangualde, faria muito gosto em que o exército nos desse essa oportunidade».
 
Segundo o Major-General Jorge de Jesus dos Santos «estes postos são uma disponibilização das Câmaras Municipais, de atendimento ao munícipe, com gente formada. Tem como objectivo prestar esclarecimentos às pessoas. Estarão em contacto directo com o centro de recrutamento de Viseu para esclarecer qualquer dúvida que possa surgir. Haverá um intercâmbio de informação, mas será fundamentalmente a Câmara de Mangualde a prestar a informação mais directa ao cidadão». Referiu ainda que «não estamos numa situação de carência grave, mas continuamos a precisar de gente. Temos os efectivos que estão estabelecidos e autorizados. Mas há sempre gente a entrar e a sair. Torna-se necessário todos os anos renovar». E para aqueles que optam por esta carreira são muitas as vantagens: «vencimento que não se pode considerar mau, progressão na carreira, valores que se transmitem, missões no exterior, crescimento em termos humanos, conjunto de experiências, formação que é dada. O Ministério da Defesa tem promovido um conjunto de acções que permitem haver uma certificação da formação», sublinhou o Major-General.
 
DIVULGAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO MILITAR
 
Este protocolo insere-se na estratégia de recrutamento contínuo de voluntários, que visa assegurar a disponibilidade de recursos humanos qualificados e tem como finalidade a divulgação da prestação de serviço militar em Regime de Voluntariado (RV) e em Regime de Contrato (RC), bem como a prestação de esclarecimentos militares no âmbito das obrigações militares a efectuar, gratuitamente, no edifício dos Paços do Concelho, nomeadamente aqueles que dizem respeito a: Recenseamento Militar; Dia da Defesa Nacional; Certidões Militares; 2as vias de Cédulas Militares; Contagens de Tempo de Serviço; Requerimentos para Complemento de Pensão e Reforma (Ex-Combatentes); e Outros requerimentos.
 
Por outro lado o Exército compromete-se a: dar formação aos recursos humanos da autarquia sobre a divulgação do serviço militar e os assuntos relacionados com as obrigações militares dos cidadãos; disponibilizar à CMM todos os meios de divulgação do serviço militar e demais informação relativa às obrigações militares dos cidadãos, assim como facultar os modelos de requerimento necessários ao cabal cumprimento dos objectivos preconizados; definir os circuitos de articulação, para o que deve ser nomeado um interlocutor directo para apoio ao esclarecimento, de forma a conferir eficácia e qualidade desejável no atendimento ao cidadão; bem como colaborar com a autarquia na realização de eventos de carácter cultural, recreativo e desportivo que contribuam para a divulgação do serviço militar.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *