Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Unidade Móvel de Saúde sensibiliza população – Póvoa de Lanhoso

Depois de ter estado em instituições como IPSS’s e no Bairro Social de Garfe, a Unidade Móvel de Saúde da Póvoa de Lanhoso percorreu, na passada semana, os Centros de Convívio, onde a Enfermeira respectiva desenvolveu uma acção de sensibilização junto dos utentes.
 
Na sessão que decorreu na manhã de 3 de Dezembro, no Centro de Convívio de Vilela, aquela profissional de Saúde iniciou a sua intervenção com a referência ao protocolo existente entre a ARS – Norte e o Centro de Saúde e a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e que tornou possível a implantação da Unidade Móvel de Saúde no Concelho.
 
Depois, explicou o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela Unidade Móvel de Saúde e questionou os utentes sobre os temas de saúde de seu interesse que desejavam ver abordados. Seguidamente, sensibilizou para o aspecto do frio e do aquecimento, problema que se põe nesta altura do ano, referindo-se às vantagens e aos perigos de fontes de calor como as lareiras e os braseiros, as salamandras, os aquecedores e o aquecimento central, os sacos de água, de entre outros. Explicou ainda de que forma as pessoas se podem aquecer, apelando à utilização de várias camadas de roupa, pouco apertadas; ao aquecimento das habitações; e à ingestão de líquidos quentes para hidratar, como chás, fazendo aqui referência à questão do álcool, que, segundo referiu, provoca “uma falsa sensação de calor”, explicando a relação entre a ingestão em excesso de bebidas alcoólicas e a hipotermia (baixa temperatura ao nível central do corpo). Chamou ainda a atenção para o facto de a população idosa ter menos sensibilidade nos membros, razão pela qual pediu para estar mais atenta e para estar mais afastada de fontes de calor, numa atitude preventiva de queimaduras.
 
A sessão prosseguiu com a participação dos 13 idosos presentes, utentes do Centro de Convívio de Vilela, que foram colocando as suas dúvidas, e com a presença da Vereadora da Saúde da Câmara Municipal, Fátima Moreira, que questionou os utentes sobre as suas expectativas em relação à Unidade Móvel de Saúde, de modo a que esta resposta possa ir de encontro aos interesses da população, no capítulo da saúde, tendo ficado claro que muitos desejam a possibilidade de realizarem rastreios periódicos, bem como de ver tratados temas como a diabetes e outros.
 
Ainda a este nível, foi explicada a este grupo a organização do Centro de Saúde da Póvoa de Lanhoso e, de entre outros aspectos, foi abordada a questão da prevenção da gripe, através da vacinação. Por definir, está ainda o plano de actividades da Unidade Móvel de Saúde para o próximo mês.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

  1. Olá, blogueiro (a),
    Salvar vidas por meio da palavra. Isso é possível.
    Participe da Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Divulgue a importância do ato de doar. Para ser doador de órgãos, basta conversar com sua família e deixar clara a sua vontade. Não é preciso deixar nada por escrito, em nenhum documento.
    Acesse http://www.doevida.com.br e saiba mais.
    Para obter material de divulgação, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br
    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde
    Siga-nos no Twitter: http://www.twitter.com/minsaude

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *