Cultura, Marinha Grande

Aniversário do Museu do vidro da Marinha Grande

O Museu do Vidro da Marinha Grande, situado no Jardim Stephens comemora no dia 13 de Dezembro de 2010 (segunda-feira) o seu 12º aniversário, com entradas gratuitas e actividades para o público infantil.

A Câmara Municipal preparou um atelier de jogos didácticos, a decorrer das 09h30 às 10h30, e as entradas para todos os visitantes serão gratuitas. Pretende-se convidar as crianças e os seus familiares a participar nas comemorações deste espaço cultural.

Instalado no Palácio Stephens, o Museu do Vidro reúne colecções e saberes que testemunham a actividade vidreira portuguesa sob as perspectivas industrial, artesanal e artística, desde meados do século XVII/XVIII até à actualidade. Trata-se do único museu em Portugal especificamente vocacionado para o estudo da arte, artesanato e indústria vidreira.

O Museu do Vidro é considerado um dos espaços culturais marinhenses de referência obrigatória. Ali estão representadas algumas das mais brilhantes peças concebidas pelos artistas vidreiros da Marinha Grande e alguns dos momentos mais marcantes das várias etapas desta indústria, que se instalou no concelho há mais de 250 anos pela mão do irlandês John Beare, depois continuada e impulsionada pela família Stephens.

O museu acabou por ser instalado num edifício construído dentro do perímetro da fábrica, na segunda metade do século XVIII. O Palácio Stephens, assim designado por ter sido mandado construir pelo industrial Guilherme Stephens, é um edifício de três pisos, de traçado arquitectónico neoclássico, que começou a ser recuperado em 1996.

No rés-do-chão do Palácio são exibidas as exposições temporárias. Nos pisos superiores, o Museu do Vidro apresenta a exposição permanente, organizada em núcleos, segundo aspectos do vidro como: técnicas de fabrico e decoração das peças, função dos objectos, épocas de produção, tipo de objectos, entre outros. No 1º andar estão expostas as peças mais significativas da colecção de vidros de cristalaria, de produção industrial, do acervo do Museu do Vidro. No 2º andar a exposição está organizada em dois núcleos, estabelecidos segundo critérios relacionados com aspectos tecnológicos da produção de vidro.

O acervo do Museu do Vidro é constituído por bens culturais móveis ligados à indústria vidreira, representando-a nos aspectos industriais, artísticos, tecnológicos, científicos, sociais e culturais. A sua proveniência é diversificada: colecções particulares e espólios de fábricas incorporados maioritariamente por doação e alguns por aquisição da Câmara Municipal da Marinha Grande. O museu possui colecções de instrumentos de fabrico, ferramentas e mobiliário industrial, moldes, indumentária e fotografias.

A colecção de vidros do museu possui objectos manufacturados entre os séculos XVII e XX em vários centros de fabrico nacionais, bem como um conjunto de obras de arte (esculturas, pinturas, instalações, etc.), produzidas em finais do século XX por artistas plásticos portugueses e estrangeiros.

O Museu do Vidro está aberto ao público de Terça-feira a Domingo, das 10h às 18h, de Outubro a Maio; e das 10h às 19h, entre Junho e Setembro.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *