Oliveira de Azeméis, Sociedade

Hermínio Loureiro sensibiliza empresários para a deficiência – Oliveira de Azeméis

O presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis apelou hoje às empresas do concelho para aderirem à plataforma «Integrar Mais», uma rede destinada à inclusão social e profissional das pessoas com deficiência.
«Todos somos poucos para termos uma sociedade mais justa e solidária», afirmou Hermínio Loureiro na sessão comemorativa do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.
O autarca presidiu à entrega do prémio de mérito municipal a quatro empresas do município que, durante 2010, integraram pessoas com deficiência nos seus postos de trabalho.
O município distinguiu ainda seis empresas que passaram a integrar a plataforma «Integrar Mais», alargando o leque de entidades empregadoras.
A adesão levou Hermínio Loureiro a apelar para que outras unidades sigam o exemplo das últimas empresas aderentes, ajudando o município na luta pela inclusão social.
«Continuamos a trabalhar para termos um concelho mais inclusivo e, nesse sentido, dispomos de políticas definidas para uma melhor integração», disse Hermínio Loureiro.
«Já quebrámos muitas barreiras mas temos muitas outras para ultrapassar, incluindo barreiras psicológicas» sublinhou o autarca, considerando que «ninguém está dispensado de contribuir para uma sociedade mais equilibrada e para a igualdade de oportunidades».
Segundo a vereadora Gracinda Leal, a acção da autarquia «tem-se revelado indispensável para promover uma mais plena integração social».
A responsável pelo sector social destacou a constituição da Comissão Municipal das Pessoas com Deficiência que tem realizado um «importante trabalho» na garantia e na defesa dos seus direitos e na promoção da sua integração e autonomia.
A vereadora deu ainda como exemplos a criação do Serviço de Informação e Mediação para as Pessoas com Deficiência, a plataforma «Integrar Mais» e apresentação de candidaturas no âmbito da acessibilidade e mobilidade para todos nos municípios do Entre Douro e Vouga e da Área Metropolitana do Porto (AMP).
«Continuaremos a fazer tudo para que a problemática da deficiência seja uma questão prioritária na definição de soluções concretas», disse Gracinda Leal.
As comemorações do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência envolveram actuações de alunos de escolas do concelho e da CERCIAZ e a realização do III Torneio Municipal de Boccia, modalidade no âmbito da qual o município foi o primeiro do país a criar um centro de treino.
O evento, que decorreu no pavilhão municipal perante centenas de crianças e idosos, contou com a presença do provedor dos cidadãos com deficiência da AMP, João Cottim, a quem Hermínio Loureiro lançou o repto da criação de um campeonato de Boccia da Área Metropolitana do Porto.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *