Reguengos de Monsaraz, Sociedade

Reguengos de Monsaraz, Cidade Contra a Pena de Morte

O Município de Reguengos de Monsaraz aderiu pelo segundo ano consecutivo à iniciativa mundial “Cidades para a Vida – Cidades Contra a Pena de Morte, que se assinala amanhã, dia 30 de Novembro, iluminando simbolicamente o Pelourinho da vila medieval de Monsaraz. “Cidades para a Vida – Cidades Contra a Pena de Morte” é uma iniciativa que nasceu em 2002 pela mão da Comunidade de Sant’Egídio e que a Amnistia Internacional tem vindo a apoiar.  

Até à  data, 1184 cidades de 81 países, entre os quais Portugal, participam regularmente nesta manifestação simbólica contra a pena de morte. Neste dia, os cidadãos e organizações em todo o mundo promovem acções com o objectivo de denunciar o uso contínuo da pena de morte e chamar novamente a atenção de que a abolição é uma batalha universal. 

Segundo a Amnistia Internacional, actualmente 139 países aboliram a pena de morte na lei ou na prática. Apenas 18 países levaram a cabo execuções em 2009, tendo sido executadas pelo menos 714 pessoas em países como a China, Irão, Iraque, Arábia Saudita e Estados Unidos da América. 

José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz afirma que “Portugal foi dos primeiros países do mundo a abolir a pena de morte, em 1876, pelo que o Município pretende transmitir uma mensagem inequívoca de que a sua aplicação deve ser abandonada”. O autarca diz que “esta é a nossa forma de exprimirmos a afirmação do valor da vida e o mais firme repúdio pela aplicação da pena de morte, motivando os cidadãos para a defesa dos direitos humanos”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *