Sociedade, Vila Real de Santo António

VRSA será uma “Cidade Amiga dos Idosos”

A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António é uma das sete cidades portuguesas integradas no projecto “Vencer o Tempo nas 7 Cidades”, que tem como intuito a promoção, nas localidades, da adopção de medidas que atendam às necessidades dos idosos, com o intuito de contribuir para a melhoria das suas condições de vida.
 
Com a participação neste projecto, o concelho de Vila Real de Santo António irá candidatar-se à certificação de “Cidade Amiga dos Idosos”, atribuída pela Organização Mundial de Saúde.
 
Vila Real de Santo António junta-se, assim, às 35 cidades que, em 22 países, tentam cumprir a missão de se tornarem cidades mais amigáveis para a idade sénior, num projecto que teve origem em 2005, no 18º Congresso Mundial de Gerontologia, ocasião em que surgiu a ideia da implementação de “Cidades Amigas dos Idosos”.
 
Com uma duração prevista de dois anos, este projecto passará por várias etapas: por um lado serão identificadas as dificuldades que os idosos possam ter na concretização das suas rotinas diárias, eventuais alterações que possam melhorar o dia-a-dia dos idosos, e formas de combater o isolamento dos idosos; por outro lado, serão elaborados planos de acções para minimizar as dificuldades, concretizar as alterações e promover a reintegração dos idosos na sociedade.
 
A participação nesta iniciativa, promovida em Portugal pela Associação Vencer o Tempo, surge no seguimento do extenso trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela autarquia de Vila Real de Santo António na área da acção social, e em especial no que diz respeito aos idosos.
 
O município tem vindo a adoptar uma série de medidas e a implementar iniciativas que visam a melhoria da qualidade de vida dos idosos do concelho, das quais são exemplo: o Cartão VRSA Social, que proporciona benefícios a todos os seniores do Concelho; a Casa do Avô, um centro de actividade sénior na área de desenvolvimento de competências; a iniciativa VRSA Amiga, um serviço de reparações domésticas e de entrega e colaboração domiciliárias; o serviço Telealarme, destinado a pessoas que no seu domicilio careçam de apoio, nomeadamente em situação de dependência e/ou isolamento; o autocarro social; o rastreio auditivo gratuito; os tratamentos oftalmológicos em Cuba; bem como diversas actividades lúdicas e sócio-culturais.
 
Como afirma Luís Gomes, Presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, “os idosos são, hoje em dia, uma parte considerável da população. Como tal, é um dever das autarquias criar condições para que o dia-a-dia desta população seja vivido da melhor maneira possível. A nossa candidatura a este Projecto, e a sua aceitação, é mais um passo em frente na nossa política de apoio a esta faixa etária, e sentimo-nos orgulhosos por fazer parte desta rede internacional e por poder proporcionar melhores condições de vida aos idosos do nosso concelho”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *