Arouca, Sociedade, Tecnologia

Autarquia reorganiza oferta de internet gratuita – Arouca

A criação dos «Espaços Internet» foi uma das acções prioritárias do Programa Operacional da Sociedade do Conhecimento, aprovado pela União Europeia em 27 de Dezembro de 2004. Pensados para alargar a oferta de espaços públicos de socialização dos cidadãos com as tecnologias da informação, surgiram num contexto muito próprio, que, com a introdução de novas medidas de alargamento da oferta de banda larga, viu a sua acção revestida de menor importância.
 
No caso de Arouca, foram três os espaços deste tipo que a autarquia ajudou a dinamizar: Alvarenga, Arouca e Escariz. Desde a entrada em funcionamento dos «Espaços Internet» que a Câmara Municipal os encarou como espaços de serviço público, tendo cumprido o seu objectivo de estimular o uso da Internet e dos computadores, sem descurar a vertente pedagógica, com a dinamização frequente de acções de formação e de sensibilização.
 
Como todos os projectos financiados pela União Europeia, os «Espaços Internet» acabaram por cumprir uma função num determinado tempo, funções essas que, com a introdução de programas como o «e-escola» e o «e-escolinha», foram diminuindo de importância. Aliás, recentemente, e numa lógica de continuidade da garantia desse serviço público, a Câmara estava já a assumir, integralmente, as despesas destes espaços.
 
Por outro lado, e numa altura em que a racionalização de custos e de investimentos deve ser muito bem ponderada, e, como vimos, sabendo que uma grande parte dos objectivos iniciais dos «Espaços Internet» está já cabalmente cumprida, entendeu a autarquia reformular a oferta de espaços públicos de acesso à internet, com efeitos práticos a partir do próximo dia 26 de Novembro, da seguinte forma:
 
– Em Alvarenga, está, neste momento, a ser estudada, conjuntamente com a Junta de Freguesia, uma solução que permita manter a actual oferta.
 
– Em Arouca, será reforçada a oferta na Biblioteca Municipal, prevendo-se o fecho das actuais instalações do espaço, na Central de Camionagem.
 
– Em Escariz, os serviços serão deslocados para a biblioteca do novo Centro Escolar, prevendo-se o fecho das actuais instalações, no lugar do Cruzeiro.
 
Paralelamente, a Câmara está a estudar a viabilidade de manutenção dos «hot-spots» (pontos públicos de acesso gratuito, via «wireless»).
 
Esta reorganização da oferta pública de internet terá efeitos práticos a partir de 26 de Novembro de 2010, estando a autarquia convicta de que será a solução que melhor serve as populações, sendo, ao mesmo tempo, a que apresenta custos mais razoáveis.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *