Alcoutim, Sociedade

Tradição de S. Martinho na “Palavra Sexta à Noite” – Alcotim

A última Sexta à noite, na Casa dos Condes, não foi só de palavra. O tradicional magusto, com castanhas e água-pé, fez as delícias das cerca de quarenta pessoas que participaram na tertúlia.
A história e o desenvolvimento da tradição de S. Martinho foram explicados pelo pároco de Alcoutim, Atalívio José Rito. O público também interveio, acrescentando particularidades a esta história com mais de 1600 anos.  
Muitas surpresas foram animando o serão. O actor/encenador Francisco Brás, que coordena actualmente o grupo de Teatro de Alcoutim, foi convidado a declamar alguns poemas de Tersa Rita Lopes, do livro “A Sul dos Meus Sonhos”, e o conhecido Carlos Brito, indiscutível figura da luta contra a ditadura portuguesa, leu também alguns poemas seus, dedicados à noite que acontecia. 
Música ao vivo animou a conversa. Um grupo de estrangeiros, ancorados em Alcoutim, trouxe à Casa dos Condes uma mistura efusiva de sonoridades célticas e irlandesas com instrumentos originais recolhidos nas suas inúmeras viagens. Acolher e promover o convívio intercultural tem sido uma das vitórias desta iniciativa da Biblioteca Municipal de Alcoutim.
E como “no dia de S. Martinho come-se as castanhas e bebe-se o vinho”, a noite terminou com um magusto para todos os presentes. O próximo convívio está marcado para 10 de Dezembro.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *