Cultura, Torres Vedras

Gonçalo Pena aborda o imaginário napoleónico na exposição Musée de l’Armée: Le Retour des Botées – Torres Vedras

De 14 de Novembro a 12 de Janeiro, a Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras (piso 0 e sala Doispaços) vai acolher uma exposição da autoria de Gonçalo Pena intitulada Musée de l’Armée: Le Retour des Botées.

Trata-se de uma exposição-prólogo, uma entrada na extensa enciclopédia referencial de Gonçalo Pena, uma confissão da sua obsessão de longa data pelo imaginário napoleónico.

De referir que a obra pictórica deste autor tem a sua ancoragem numa área extensa de ambiências ou sistemas simbólicos (culturas) que são signos para performatividades, narrativas, escatologias, no seio das quais o uniforme revolucionário ou imperial desempenha um papel específico isolado ou em composição com outros motivos. Assim sendo, descobrem-se nas figuras criadas por Gonçalo Pena os motivos de uma indagação importante para este autor, a da complexidade filosófica, psicológica e moral do arquétipo heróico masculino e da sua vaidade em permanente combinatória com a finitude, a sexualidade, as políticas, um estado natural e as suas corrupções.

 
O “retorno dos homens de botas” que representa aquela exposição, para além de isolar uma iconografia não deixa de se constituir como um eterno retorno: o do artista aos seus mitos, da História aos seus personagens, da pintura ao seu estado de puro gozo.

Musée de l’Armée: Le Retour des Botées é comissariada por Rita Sobreiro, organizada pela Câmara Municipal de Torres Vedras e integra-se no programa comemorativo do Bicentenário das Linhas de Torres Vedras promovido pelo Município de Torres Vedras e num dos seus projectos – Linhas Invisíveis. É inaugurada no próximo dia 14 de Novembro, pelas 17h.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *