Seia, Sociedade

Sociedade do Teleférico da Torre elegeu novos órgãos sociais – Seia

Carlos Filipe Camelo, Presidente da Câmara Municipal de Seia (CMS), foi eleito, no Sábado passado, presidente do Conselho de Administração da sociedade “Teleférico da Torre – Turismo e Lazer, SA”, entidade constituída em 2005 com o objectivo de construir o teleférico entre Alvoco da Serra e a torre, ponto mais alto da serra da Estrela.

O novo conselho de administração é constituído, para além de Carlos Filipe Camelo, por Jorge Brito, vereador da CMS, o presidente da Junta de Freguesia de Alvoco, José Carlos David e João Cabalhanas, na qualidade de vogais, e pelas Juntas de Freguesia de Loriga, Cabeça e Teixeira, a presidir a Assembleia da sociedade.

Naquela que foi a primeira reunião, os novos órgãos sociais decidiram proceder à alteração da sede social da empresa do teleférico, deslocalizando-a para Seia. Trata-se da primeira medida, de outras que se seguirão, com a pretensão de incutir uma nova dinâmica no processo do Teleférico, um “sonho antigo” para a vertente norte da serra, fulcral para a região.

O futuro Teleférico, orçado em mais de 5 milhões de euros, é visto como um meio importante para o desenvolvimento da serra, pela comodidade, rapidez e diminuição da poluição que afecta cada vez mais a zona da Torre, evitando a circulação excessiva de automóveis, mas também como um forte contributo para o aumento de visitantes à serra, o que por sua vez permitirá incrementar o crescimento turístico na região norte do concelho de Seia.  

De acordo com um estudo, divulgado em Setembro de 2004, a instalação de um sistema mecânico de transporte de turistas, por telecabine ou teleférico, semelhante aos existentes nalgumas zonas da Europa, terá uma extensão de três quilómetros, entre os 1200 e os 1980 metros de altitude, estimando-se que possa transportar 4000 pessoas por hora.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *