Sociedade, Vila Real de Santo António

VRSA é a primeira Cidade Ibérica na organização “Cidades Europeias contra a droga”

A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António assinou ontem a Declaração que eleva o Concelho a “Cidade Europeia Contra a Droga”.
 
Esta Declaração foi desenvolvida de acordo com o Programa Internacional das Nações Unidas para o controlo das drogas, que tem como objectivo principal proporcionar, a todos os que necessitam, tratamento e aconselhamento para este problema. Para tal, é importante estabelecer uma cooperação entre os serviços sociais, as organizações, os serviços de saúde e a polícia para que se consiga concretizar a principal medida preventiva que é o de levar as pessoas a deixarem de se seduzir pela droga.
 
Estes objectivos só poderão ser atingidos levando a cabo algumas medidas que são importantes para o sucesso desta intervenção, como a importância do reforço do papel da família na resistência à droga; na criação de programas preventivos nas escolas e nos lugares de trabalho; no desenvolvimento de actividades anti-droga para os jovens; na reabilitação dos toxicómanos em estado avançado e no apoio à investigação e avaliação da mesma. 
 
O apoio no combate à droga e à toxicodependência tem sido uma preocupação constante no Município de Vila Real de Santo António, uma vez que em muitas situações esta dependência está associada a situações de pobreza provocada pela crise económico-financeira actual que atinge todas as sociedades, com consequências ao nível do desemprego, criando situações de extremas dificuldades para as pessoas, famílias e até empresas.
 
Foi neste sentido que a CMVRSA criou em 2009 a AGARRA – Agência de Combate à Crise e hoje assina esta Declaração, comprometendo-se uma vez mais a criar medidas de apoio aos cidadãos que por motivos vários necessitam de ajuda para uma vida melhor.
 
“É com sentido de responsabilidade e preocupação por uma sociedade melhor, que assinei hoje a Declaração “Cidade Europeia Contra a Droga”. Enquanto Presidente e cidadão deste Município, tenho a obrigação de ajudar a construir e fazer crescer este Concelho de forma segura e atractiva, tendo sempre em mente as pessoas que nele habitam”, refere Luís Gomes, Presidente da Câmara de Vila Real de Santo António.
 
Acrescenta, ainda, “que a importância desta Declaração é acima de tudo para poder partilhar experiências com outras cidades europeias, retirar os aspectos positivos e trazer para Vila Real de Santo António as práticas desenvolvidas por outros cidadãos preocupados e interessados num Mundo melhor”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *