Entroncamento, Sociedade

Município do Entroncamento colabora com a Associação HUMANA Portugal

A Câmara Municipal do Entroncamento vai colaborar com a Associação HUMANA Portugal. Trata-se da recolha de vestuário e calçado que são depois canalizados para a população mais carenciada e para os países africanos de expressão portuguesa.
Para o efeito, a Autarquia disponibiliza no Concelho diversos locais para a colocação dos contentores de recolha de roupa usada, estando os contentores à disposição dos munícipes que queiram colaborar de forma solidária com a doação de roupa e calçado usados.
Locais onde serão colocados os 10 contentores:
Rua Eng. Mário Costa (Zona Verde)
Rua Estados Unidos da América (junto ao Restaurante Pinto)
Rua da Esperança (junto ao Centro Pastoral)
Rua José Pires Dias (junto aos ecopontos do Mercado Diário)
Rua Rui Luis Gomes (ao lado do oleão)
Rua Dr. Francisco Sá Carneiro (junto ao oleão)
Rua Fernando Pessoa (junto à Escola Secundária)
Rua Conselheiro Albino dos Reis (junto à Caixa Geral de Depósitos – Zona Norte)
Largo dos 11 Unidos (junto aos ecopontos)
Rua António Aleixo (Urbanização Casal Vaz)
A Associação HUMANA Portugal iniciou a sua actividade em 1998, é uma associação de âmbito nacional sem fins lucrativos, que faz a gestão dos resíduos têxteis gerados pela roupa usada com o duplo objectivo de proteger o meio ambiente e obter recursos económicos para financiar projectos de cooperação em países em via de desenvolvimento.
O produto resultante da recolha é classificado em grupos diferentes:
5% da roupa classificada destina-se às lojas de segunda mão da Associação HUMANA Portugal (três em Lisboa e uma no Laranjeiro);
62% da roupa classificada envia-se para África para venda a preços módicos aos
comerciantes locais, para activar a actividade económica local e gerar recursos para o desenvolvimento;
25% da roupa usada é vendida a diversos clientes de reciclagem;
8% da restante roupa usada é destinada ao lixo porque é composta por peças que não se podem reutilizar nem reciclar, devido ao seu estado.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *