Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Póvoa de Lanhoso formalizou adesão ao Projecto “Vencer o Tempo nas Setes Cidades”

O Centro de Convívio de Friande foi o local escolhido para a assinatura do protocolo entre a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e a Vencer o Tempo – Associação para a Educação e Prevenção da Saúde no âmbito do Projecto “Vencer o Tempo nas Setes Cidades”, ao fim da manhã desta terça-feira, 19 de Outubro.
Este acordo visa estabelecer uma parceria de modo a fomentar a cooperação mútua com vista à implementação do conceito “Cidade Amiga dos Idosos” e à certificação pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O documento foi assinado pelo Presidente da Câmara Municipal, Manuel Baptista, e pela Presidente da Direcção da Vencer o Tempo, Ivone Ferreira, sendo que a Póvoa de Lanhoso participa no Projecto como Município Fundador.
Apoio aos mais velhos.
Na ocasião, o autarca Povoense reafirmou, sobretudo, a prioridade no apoio aos mais velhos, destacando respostas como o Cartão Municipal da Pessoa Idosa, o Banco de Voluntariado e a Loja Social, o Banco de Ajudas Técnicas e o reconhecimento como “Autarquia + Familiarmente Responsável”. “A vossa alegria e o vosso bem estar é o meu. Ando preocupado, porque sabemos que virão tempos difíceis, mas há uma promessa que faço como Presidente de Câmara: prefiro o vosso bem estar e a vossa saúde do que fazer mais um caminho ou pôr mais uma lâmpada, porque o material pode esperar; a saúde não pode esperar. Como Presidente de Câmara, estarei sempre ao vosso lado”, referiu Manuel Baptista perante a plateia maioritariamente constituída por utentes do Centro de Convívio de Friande.
Sensibilizar as Autarquias para que desenvolvam nos seus territórios a implementação do envelhecimento saudável e tudo o que ele implica no que se refere à melhoria das condições de vida dos mais velhos nas mais variadas áreas; persuadir o maior número de cidadãos maiores de 65 de que devem manter-se activos física e psicologicamente e incutir em cada um o desejo de se manter útil e “vivo” na comunidade em que vive é também objectivo; e, junto dos jovens, incentivar a prática solidária, a curiosidade e confirmar a generosidade própria da juventude através de um voluntariado criativo e permanente são objectivos deste Projecto inovador, com duração de dois anos e que tem o apoio financeiro da Direcção Geral da Saúde e parceria com a Faculdade de Psicologia da Universidade Lusófona.
“É interessante, quando falamos dos mais velhos, lembrarmo-nos das boas recordações e das boas coisas que eles nos deram”, notou a Presidente da Vencer o Tempo, Ivone Ferreira, acrescentando que, muitas vezes, “ou por falta de tempo ou por comodismo ou algum egoísmo, não percebemos que os idosos agora precisam mais de nós, porque caminhamos todos para o mesmo, mas em tempos diferentes, e nós temos novidades para vos contar e vocês têm histórias para nos contar”. Segundo aquela responsável, os Municípios participantes vão mostrar tudo aquilo que já têm feito para os mais velhos e vão tentar perceber o que podem melhorar, “de acordo com o que os mais velhos disserem, porque estes serão parte integrante do Projecto”.
Rede Nacional.
Este Projecto de Educação e Prevenção da Saúde no idoso pretende implementar, em Portugal, de uma forma proactiva, um envelhecimento saudável através do conceito de “Cidade Amiga dos Idosos”. Nova Iorque foi a primeira “Cidade Amiga dos Idosos” certificada pela OMS.
A assistir a esta assinatura esteve ainda a Vereadora Ana Vieira de Carvalho da Câmara Municipal da Maia, que foi o primeiro Município a formalizar a parceria. São também fundadores, juntamente com a Póvoa de Lanhoso e com a Maia, os Municípios de  Angra do Heroísmo, Góis, Portimão, Vila Nova de Foz Côa e Vila Real de Santo António.
Os presentes nesta assinatura puderam ainda observar algum do trabalho que é realizado com os utentes dos Centros de Convívio.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *