Abrantes, Sociedade

Construção de Mini-Hídrica no Açude – Abrantes

A Administração da Região Hidrográfica do Tejo (ARH – Tejo) lançou um concurso de iniciativa pública para construção e concessão de mini-hídricas, sendo uma delas no Açude Insuflável do Tejo, em Abrantes. O local foi identificado como tendo potencial de instalação para aproveitamento hidroeléctrico, usufruindo do recurso da água.
A instalação de uma central mini-hídrica reafirma a potencialidade do Concelho de Abrantes na produção de energia – neste caso, energia limpa – e valoriza a rentabilidade do açude insuflável, para além de ser uma fonte de receita para o município.
 
Em termos gerais, as mini-hídricas são centrais a fio de água, de potência inferior a 10 MW, média e alta queda e pequeno caudal. Definem-se como infra-estruturas destinadas à produção de energia eléctrica. Classificam-se quanto à potência instalada; queda aproveitada e caudal turbinado. Utilizam uma fonte de energia renovável e transformam energia potencial em energia eléctrica. São instalações hidroeléctricas de pequenas dimensões. É aproveitado o desnível natural do curso de água para se instalar uma pequena turbina. Estas infra-estruturas representam 16% da energia eléctrica produzida em Portugal.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *