Sociedade, Vale de Cambra

Banco solidário de Vale de Cambra já abriu portas

Roupas de bebé, objectos de higiene, assessórios para o dia-a-dia de crianças, calçado ou vestuário para adultos, são apenas alguns dos bens que o Banco Solidário de Vale de Cambra recebe para ajudar quem mais precisa.

Este serviço de Solidariedade resulta de um projecto conjunto entre a Câmara Municipal de Vale de Cambra e a Santa Casa da Misericórdia de Vale de Cambra, no âmbito do Projecto de Regeneração Urbana “ConViver Vale de Cambra”, representando um investimento de cerca de 7 mil euros, financiado a 70% pelo Programa ON 2.

O Banco Solidário é uma aposta forte na Acção Social nos tempos de crise e de dificuldades financeiras que muitas famílias atravessam e, de acordo com o Presidente da Câmara Municipal, José Bastos, “era bom que acabasse já amanhã pois seria sinal de que a pobreza também teria acabado!”

O Presidente da Câmara Municipal deixou também uma mensagem de optimismo e esperança dizendo que “com a união de todos levaremos este objectivo a bom porto!” 

O Banco Solidário de Vale de Cambra foi apresentado ontem, pelas 17h00, no Salão Nobre do Edifício Municipal, um dia depois das comemorações do Dia Internacional da Erradicação da Pobreza (que se assinala a 17 de Outubro).

A sessão solene foi por isso, revestida de um simbolismo ainda maior, perante várias dezenas de parceiros e amigos deste projecto de solidariedade social que pretende implementar respostas dirigidas a grupos específicos que, pela sua vulnerabilidade, requerem particular atenção por parte dos serviços públicos e privados e da comunidade em geral.

Na sessão de apresentação, o Presidente da Câmara Municipal de Vale de Cambra, José Bastos, destacou que o Projecto surge, precisamente “no seguimento do trabalho que a Autarquia tem vindo a implementar de reforço da coesão social e do desenvolvimento sustentado do território e a promoção da qualidade de vida dos Cidadãos”.

Os bens doados ao Banco serão entregues às familias carenciadas do Concelho previamente referenciadas pelo Gabinete de Apoio à Família. 

“Os parceiros somos todos nós” 

Destacando a importância de projectos como este – e após a assinatura dos protocolos de cooperação com todos os parceiros da Rede – José Bastos,  enfatizou que “os parceiros somos todos nós e a ajuda e solidariedade de todos, particulares ou empresas, são importantíssimas nesta época em que temos por todo o País, e no nosso Concelho, casos em que as famílias – para cumprirem com as suas obrigações – deixaram de ter meios para se sustentarem. São essas famílias que agora, infelizmente, recorrerão também ao Banco Solidário e é para elas que também estamos aqui, procurando ajudar, minimizando as suas dificuldades o melhor e o mais empenhadamente que conseguirmos”.

“Apelamos à solidariedade e à boa vontade de todos. Apelamos para que os stocks sejam repostos e para que as coisas que têm em casa e que para vós jã não tenham utilidade sejam entregues ao Banco, pois poderão servir para outras famílias”, disse o Presidente da Câmara Municipal. 

Parcerias e Voluntários: o motor do projecto 

O Banco Solidário enquadra-se no âmbito do Programa de Acção Parcerias para a Regeneração Urbana de Vale de Cambra,  co-financiado pelo Programa Operacional Norte 2 e integra-se no eixo de Intervenção III- Participação, Solidariedade e Integração Social.

Agradecendo o empenho dos parceiros, José Bastos destacou ainda que “a participação da Comunidade surge neste projecto como alavanca para desencadear processos de mudança de mentalidades, focalizadas nas potencialidades das pessoas e das comunidades. Estamos, por isso, a dar um bom exemplo daquilo que é uma das nossas bandeiras – a Acção Social – ao partirmos para a prática e para a acção no terreno e não nos ficando apenas pelas teorias”.

O Banco Solidário resulta de um projecto liderado pela Câmara Municipal de Vale de Cambra e a Santa Casa da Misericórdia local, que juntaram outros serviços públicos: como a Segurança Social Local, Juntas de Freguesia do Concelho, e Instituições Particulares de Solidariedade Social do Concelho: Santa Casa da Misericórdia, Fundação Luíz Bernardo de Almeida, Centro Social e Paroquial de Arões, Centro de Promoção Social e Cultural de Junqueira, Centro Social e Paroquial de S. Pedro de Castelões, Centro Social e Paroquial de S. João Baptista de Cepelos, Cruz Vermelha Portuguesa através do núcleo de Vale de Cambra e as Conferências Vicentinas.

Unidas, todas estas Entidades pretendem recolher bens não alimentares junto de particulares e organizações para darem a famílias com dificuldades económico-financeiras.

No uso da palavra, o Provedor da Santa Casa da Misericórdia, Pina Marques, apelou ao voluntariado de todos: “Voluntários Precisam-se!” realçando ainda que “a vocação e a missão da Santa Casa da Misericórdia são ajudar quem mais precisa, em dar a mão ao outro” e como tal, “não poderia estar fora de um projecto como este”.

Pina Marques destacou o papel da Câmara Municipal de Vale de Cambra na mobilização de esforços para a concretização do Banco Solidário e antevendo um futuro de empenho e de verdadeira entreajuda fez votos para “um bom trabalho na ajuda a quem mais tem necessidade!” 

INFORMAÇÕES PARA QUEM QUER AJUDAR: 

Local de funcionamento:

Central de Camionagem – Av. Eng. Ilídio Pinho (Vale de Cambra) 

Horário:

Para a entrega de bens :

Quarta-feira –  9h30/12h30 e 14h30/17h00 

Tipos de bens (exemplos):

Vestuário de adulto, criança e bebé, calçado de adulto, criança e bebé, mochilas, material escolar, mobiliário, electrodomésticos, assessórios de bebés como carrinhos, cadeirinhas, cadeirinhas para comer ou berços, mantinhas e roupa de cama, chapéus, gorros, luvas, meias, e outros que tenham em casa que já não utilizem mas que possam ser úteis para outras pessoas.  

Voluntariado:

Quem quiser ser voluntário poderá formalizar a sua inscrição junto do Gabinete da Rede Social (localizado no Edifício Municipal, ou contactar o telefone 256 420 510) preenchendo a respectiva ficha de inscrição. 

Tipos de Voluntariado:

Tratamento de roupa, tratamento de móveis, reparações eléctricas e reparações de utensílios para bebés e crianças (berços, cadeirinhas, carrinhos, etc). 

Contactos:

A Santa Casa da Misericórdia ou Câmara Municipal de Vale de Cambra estão inteiramente disponíveis para prestar qualquer esclarecimento aos interessados. 

Facto importante: Na entrega dos bens deverá ser ponderada a respectiva reutilização. O Banco Solidário apela assim ao bom senso e compreensão de todos para que os bens doados dignifiquem quem os irá receber e utilizar, para que estejam no bom estado mínimo, limpos e cuidados.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

5 comentários

  1. Muito boa tarde!!!

    Tenho muita roupa em casa que já ñ uso e está praticamente nova, quero doar ao banco solidario…mas ñ sei onde fica nem como lá chegar…ñ sou de V. de Cambra ñ conheço…

    Se me poderem esclareçer agradeço!

    Vera J.

  2. boa tarde tenho roupa e brinquedos e etc para dar eu nao sei como funciona, o meu horario nao me permite mas gostaria k m contactassem para o nr 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *