Cultura, Oliveira de Azeméis

Financiamento «transforma» escola centenária em centro multigeracional – Oliveira de Azeméis

As obras de requalificação da antiga escola primária Soares Basto, na freguesia de Palmaz, com o início previsto para Março de 2011, vão ser comparticipadas em 88 mil euros pela Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Terras de Santa Maria (ADRITEM).
O contrato de financiamento público foi assinado entre a ADRITEM e a autarquia de Oliveira de Azeméis ao abrigo da medida «Conservação e valorização do património rural» do Programa de Desenvolvimento Rural (PRODER).
A autarquia pretende recuperar e transformar a escola Soares Basto, mandada construir por Bento Carqueja, num equipamento sócio-cultural e de apoio à população mais idosa.
A requalificação custa 198 mil euros, verba comparticipada em 45% pela ADRITEM, entidade a quem foi submetida a candidatura, aprovada em Maio deste ano.
A medida do PRODER, no âmbito da qual foi aprovada a candidatura, está direccionada para a recuperação do património rural construído, o reaproveitamento de edifícios de traça tradicional para actividades associadas à preservação e valorização da cultura local e para o restabelecimento de práticas e tradições culturais ligadas ao espólio documental, artes, ofícios, música e trajes.
Já secular, o edifício acolheu a primeira escola de artes e ofícios de Oliveira de Azeméis e o ensino primário até ao final do século XX. Esgotada a função para a qual foi construído, o município avança agora para a sua requalificação através da criação de novas valências culturais e de actividades direccionadas para a população sénior que combatam o isolamento, respondam às necessidades e melhorem a sua qualidade de vida.
O equipamento, adaptado a pessoas de mobilidade condicionada, pretende ser um espaço multi-geracional apostando na actividade física, na ocupação de tempos livres e na preservação dos elementos predominantes da cultura e património locais.
Segundo Hermínio Loureiro, presidente da autarquia, «o investimento é realizado em parceria com a Comissão de Melhoramentos de Palmaz e a Junta de Freguesia funcionando como um pólo dinamizador de actividades lúdicas, formativas e científicas».
A antiga escola primária Soares Basto foi mandada construir por Bento Carqueja com o dinheiro deixado em testamento por Soares Basto sendo «um espaço com muita história, uma traça arquitectónica única e ligada à história da freguesia e do município».
O ensino chegou à freguesia de Palmaz na primeira década do século XX.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *