Portimão, Sociedade

Rota Acessível de Portimão é um exemplo para o país

No passado dia 8 de Outubro, o Museu de Portimão recebeu a conferência internacional “Acessibilidade e Mobilidade para Todos”, ponto de partida para a inauguração nessa data da Rota Acessível de Portimão, pioneira a nível nacional e uma das primeiras na Europa. 

Na ocasião, a coordenadora dos Planos Local e Municipal de Promoção da Acessibilidade de Portimão, Paula Teles, sublinhou que, “embora ainda haja muito para fazer, Portimão marca claramente uma posição de destaque no contexto nacional, cumprindo integralmente a agenda deste projecto.” 

Durante a conferência, organizada pela Câmara Municipal de Portimão e pelo Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade, a principal responsável técnica pelo projecto revelou que foram analisados nas três freguesias de Portimão cerca de 100 km de percursos, dos quais constavam 31 edifícios, entre escolas, juntas de freguesia, câmara, pavilhões desportivos, extensões de saúde, correios, polícia e outros equipamentos sociais, tendo como público-alvo mais de 10 mil pessoas, abrangidas em acções de formação e de sensibilização, particularmente junto da comunidade escolar. 

Segundo Isabel Guerreiro, vereadora com o pelouro da Acção Social na Câmara de Portimão, “esta é uma cidade que se quer cada vez mais humanizada”, dando como exemplo dos resultados já obtidos com esta aposta a recente realização do 2º Golden Age Gym Festival, “evento crucial em termos de competitividade, que trouxe até nós cerca de 1500 seniores e mais algumas centenas de familiares, originando em menos de uma semana 15 mil dormidas e uma receita assinalável para a economia local.” 

“Portimão é exemplo de boas práticas e assume esta aposta integrada, como uma estratégia fundamental para o seu futuro próximo”, referiu a autarca. 

Ao entregar ao Município a Bandeira de Ouro da Mobilidade, o vice-presidente da Associação Portuguesa de Planeadores do Território, Fernando Nogueira, destacou tratar-se de um “acto simbólico de especial significado, que reconhece o esforço feito em Portimão e o cumprimento integral do projecto da Rede Nacional de Cidades e Vilas com Mobilidade para Todos.” 

“A inclusão de todos os cidadãos, em particular os incapacitados, tem que fazer parte das mudanças na sociedade contemporânea e que já estão a ocorrer em Portimão, onde esta Rota transmite uma enorme mensagem”, expressou o responsável, que lembrou a adesão do Município àquela Rede, “desde a primeira hora.” 

Para Manuel da Luz, presidente da Câmara Municipal de Portimão, “esta é uma cidade inclusiva, educadora e sustentada e o actual panorama de crise acentua ainda mais a nossa opção estratégica num investimento de proximidade, em nome da qualidade de vida de todos.” 

“A cidadania para o século XXI dará uma crescente atenção aos grupos mais desfavorecidos ou limitados, pelo que o futuro da requalificação urbana de Portimão nestes tempos tão difíceis passa por soluções mais baratas, contra o urbanismo pré-formatado”, realçou Manuel da Luz, para quem a entrega da bandeira “exemplifica como é possível fazer-se coisas novas com recursos limitados, a favor dos cidadãos.” 

Rota segura e sem barreiras 

A Rota Acessível de Portimão representa uma forte aposta do Município na inclusão social, ao eliminar as barreiras arquitectónicas existentes no centro administrativo da cidade, através de um percurso com mais de 5 km, contínuo, desobstruído e devidamente sinalizado, num investimento autárquico de 300 mil euros. 

Trata-se de um percurso pedonal seguro e sem barreiras, que permite aos utilizadores chegarem facilmente aos pontos principais da cidade de Portimão (serviços públicos, pontos turísticos e zona comercial), com a ajuda de sinalética apropriada, nomeadamente apresentando informações em Braille.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *