Cultura, Estremoz

Outubro – Mês da Música em Estremoz

A Câmara Municipal de Estremoz vai realizar de 16 a 30 de Outubro, uma série de espectáculos inseridos no Projecto “Outubro – Mês da Música em Estremoz”, com o seguinte programa:
 
Ensemble Vox Antiqua
16 de Outubro | 18h00 | Casa de Estremoz
O Ensemble Vox Antiqua existe desde 2004 e tem como objectivo principal a divulgação da música vocal e instrumental dos séculos XVI e XVII, tendo na sua constituição 4 instrumentos da época, como a flauta doce, o alaúde, a tiorba e presentemente a viola da gamba, para além da voz. Têm um vasto repertório preparado e interpretam alguns dos principais compositores desta época como Milan, Fuellana, Dowland, Campion, Caccini, Boesset, Purcell, Chédeville, Vivaldi entre outros.
 
Sociedade Filarmónica Veirense
23 de Outubro | 18h00 | Igreja dos Congregados
Fundada em 1870 por iniciativa de José Maria Cortes, os executantes desta banda pertenciam às mais variadas profissões. Faz parte do seu historial a participação em inúmeros encontros de bandas, corridas de touros, festividades religiosas e profanas, cerimónias oficias, intercâmbios e algumas participações na vizinha Espanha. Conta actualmente com um quadro efectivo de 55 músicos, dirigido desde 1981 pelo Maestro Francisco Lopes.
 
Encontro de Coros do Orfeão de Estremoz “Tomaz Alcaide”
30 de Outubro | 19h00 | Igreja de São Francisco
O Orfeão de Estremoz Tomaz Alcaide organiza mais uma vez o seu encontro anual de coros amadores, dando a conhecer ao público estremocense a sua actividade coral, bem como a de outros grupos. Com um repertório bastante variado, este momento cultural promete ser animado, sendo já habitual neste Mês da Música. Este ano, para além do Orfeão de Estremoz Tomaz Alcaide, conta com a participação do Coro de Câmara de Montargil e o Grupo Coral Adágio.
Esta iniciativa é uma organização da Câmara Municipal de Estremoz com a parceria da Contemporâneus – Associação para a Promoção da Arte Contemporânea, do Orfeão de Estremoz Tomaz Alcaide, da Sociedade Filarmónica Veirense e da Paróquia de Santo André.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *