Cultura, Oliveira de Azeméis

Mais de uma centena de alunos escreveu no «e-conto» sobre a República – Oliveira de Azeméis

A inauguração da mostra concelhia de bibliotecas escolares e a entrega dos prémios do conto online «Comemorar a República» abriram o programa municipal das comemorações do centenário da implantação da República em Oliveira de Azeméis.
«Quando estimulados, os alunos demonstram sabem escrever, ter criatividade e ‘agarrar’ episódios históricos como o que estamos a comemorar», afirmou o vereador da educação.
«Este e-conto sobre a República deve ser a semente para o lançamento de outros contos, que devem incluir temas relacionados com o município», defendeu Isidro Figueiredo.
O «E-conto» registou a colaboração de 130 alunos, dos 6º e 9º anos de escolaridade, das escolas básicas e secundárias do concelho, resultando em duas narrações disponíveis no site da BMFC em http://www.bm-ferreiradecastro.com
A Câmara de Oliveira de Azeméis fez coincidir a abertura da mostra de bibliotecas com o início das comemorações da República, «uma feliz coincidência» para a vereadora da cultura.
«Está nas nossas mãos transmitir aos mais novos os valores e os ideais dos homens e mulheres responsáveis pela implantação da República», disse Gracinda leal, considerado importante que se «reflicta e se debata as experiências desse período da história de Portugal».
Os vencedores do «e-conto» foram os alunos do 6º ano das turmas A (EB2,3 Dr. José Pereira Tavares), B e D (EB 2,3 Dr. Ferreira da Silva). Receberam também prémios as alunas do 9º C Bárbara Henriques e Ana Rita Barros (EB 2,3 Dr. José Pereira Tavares) e ainda a turma do 9º B (EB 2,3 D. Frei Caetano Brandão).
A mostra concelhia de bibliotecas escolares 2010 está patente ao público até oito de Outubro na biblioteca municipal Ferreira de Castro (BMFC), em Oliveira de Azeméis.
A exposição, que integra o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, reúne trabalhos e iniciativas produzidos no âmbito da promoção do livro e da leitura realizados pelas escolas do município no ano lectivo 2009/2010.
Para Elisabete Carvalho, coordenadora inter-concelhia da rede de Bibliotecas Escolares do Entre Douro e Vouga, a exposição «é o resultado de muitos anos de trabalho e do envolvimento dos alunos, dos agentes educativos e dos professores bibliotecários».
«Em Oliveira de Azeméis não se faz nada ao acaso e o que observamos aqui é a promoção da literacia», sublinhou a responsável.
A implantação da República, que este ano comemora o primeiro centenário, a biodiversidade e a poesia são os temas escolhidos para a exposição deste ano.
Esta quarta-feira, no âmbito do Dia da Biodiversidade, é apresentado às 10h30 na BMFC, o projecto Rios da EB 2,3 D. Frei Caetano Brandão. A apresentação é feita por Marisa Carvas, coordenadora do projecto eco-escola.
De tarde, às 14h30, é dado a conhecer o atelier Bonecos ecológicos, um projecto da EB 2,3 Comendador Ângelo Azevedo, dinamizado pelos alunos do projecto eco-escola.
No dia sete a poesia está em destaque a partir das 15h00 com declamação de poemas e projecção de trabalhos realizados pelos alunos da EB 2,3 Bento Carqueja a partir do livro «Se tu visses o que eu vi», de António Mota.
A edição deste ano encerra com o Dia das Bibliotecas Escolares em dois momentos diferentes: De manhã, às 10h30, há a dramatização da obra «Pê de Pai», de Isabel Martins pelos alunos da oficina de teatro da EB 2,3 Comendador Ângelo Azevedo. À tarde, pelas 14h30, Nuno Pinto, da EB 2,3 de Fajões, apresenta o projecto digital «Descobre as jóias».

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *