Portimão, Turismo

Mais de 1700 passageiros do navio “Empress” visitaram Portimão no Dia Mundial do Turismo

Mais de 1700 passageiros, vindos a bordo do navio “Empress”, percorreram Portimão no Dia Mundial de Turismo, que se comemorou dia 27, tendo oportunidade de visitar espaços culturais da cidade, como a Casa Manuel Teixeira Gomes e o Museu de Portimão. 

Esta foi a primeira escala do “Empress”, da Pullmantur, no Porto de Cruzeiros, a que se seguirão até final de Novembro mais 14 passagens por Portimão, que passa a fazer parte do itinerário daquela grande companhia espanhola, que integra o Royal  Caribbean Group, um dos maiores a nível mundial. 

Segundo Carlos Guarita, representante em Portugal da Pullmantur, “este foi um dia marcante na história da companhia, líder ibérica no que toca à navegação de cruzeiros. E se, este ano, devemos trazer cerca de 27 mil turistas a Portimão, em 2011 eles serão mais de 30 mil, porque acreditamos no potencial deste destino turístico”. 

Pablo Alonso Pelegrin, vice-presidente e director geral, comercial e de marketing da companhia, destacou o facto de a Pullmantur transportar mais de 400 mil passageiros por ano, em especial na América Latina e na Europa, considerando que “Portimão representa uma opção muito interessante, ao oferecer excelentes praias, boas propostas de turismo cultural e diversos campos de golfe de qualidade mundial que, no seu todo, podem proporcionar uma experiência inolvidável para os turistas”. 

O vice-presidente da Câmara Municipal de Portimão, Luís Carito, ofereceu ao comandante do “Empres” uma placa registando a data, tendo realçado que “o turismo de cruzeiros constitui um dos grandes desafios estratégicos para a autarquia e o Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos, sobretudo no que toca à promoção do nosso porto no exterior”. 

“Estamos hoje a bater dois recordes – o da arqueação bruta e do número de passageiros -, mas para que as condições sejam melhores continuaremos a pressionar o Governo no sentido de se alargar o canal de acesso e se ampliar o cais de atracagem, sem esquecer a imperiosa necessidade de existir um rebocador que sirva a região algarvia”, sustentou Luís Carito. 

Também ontem, meia centena de finalistas da Licenciatura em Gestão Portuária da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique passaram pelo Porto de Cruzeiros de Portimão em visita de estudo, a primeira com estudantes desta área específica, os quais assistiram posteriormente no Museu de Portimão a uma palestra sobre a dinâmica deste segmento turístico. 

Depois da Iberocruceros e da Princess Cruises, é agora a vez Pullmantur incluir Portimão nas suas rotas, com um navio remodelado em 2004 e que pode transportar até 1853 passageiros e 685 tripulantes. Com 211 metros de comprimentos e 30 metros de largura, o “Empress” atinge uma velocidade de 19.5 nós e possui uma tonelagem de 48.500 toneladas.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *