Cultura, Penafiel

Aldeia Medieval recebe Festa do Caldo, “servido” com teatro de rua e musica tradicional que não deixa ninguém indiferente – Penafiel

Nos dias 17, 18 e 19 de Setembro a aldeia histórica de Quintandona recebe a 4ª edição da Festa do Caldo, que mistura a gastronomia com o teatro e com a música tradicional.

É um autêntico caldo cultural e gastronómico, aquele que vai ser servido, durante três dias na aldeia medieval, totalmente recuperada, na freguesia de Lagares em Penafiel.

A envolvência do teatro durante os três dias de festa, é toda ela especial , com os habitantes , que são os anfitriões da festa ,a vestirem também a pele de actores que desenvolvem peças de teatro de rua , interagindo com os visitantes, num cenário que é no mínimo singular.

A animação teatral a cargo do grupo de teatro “comoDEantes”, conta com elementos amadores e profissionais, de diferentes faixas etárias, os mais experientes ou “preservados”, e os mais novos ou “pirralhos”.

Do lado da música, ingrediente indispensável neste caldo, são esperados grandes momentos com as Bandas que revivem as musicalidades celtas, com inspirações de músicas do mundo, principalmente galegas, onde os instrumentos originais e as gaitas de foles não ficam de fora.

Durante 3 dias, são 50 os espectáculos de teatro e música que são servidos em simultâneo com a festa gastronómica do caldo,

Nesta aldeia, não vão faltar as opções de diversão, distracção e degustação, com eiras e até mesmo uma casa transformada em palco, e campos para workshops, feira de artesanato ou simplesmente para a monumental e espectacular corrida de porcos, tudo isto sem esquecer, que no campo principal vão estar as tendas do caldo de Quintandona.

Informação complementar:

– Quais os ingredientes e o segredo do sucesso do Caldo de Quintandona?

Não revelamos, mas convidamos a vir provar e a divertir-se durante 3 dias por apenas 1 euro.

– Como surgiu a festa do caldo?

A Festa do caldo, surgiu de uma proposta da Câmara Municipal de Penafiel ao grupo de teatro comoDEantes, que tem residência em Quintandona, e que foi um sucesso desde o seu início. 

A realização de uma Festa do Caldo, surgiu em 2007 depois de envolvidas várias vontades e do sucesso do caldo “Levanta Mortos” da peça “Por um punhado de vida”, levada a cabo pelo grupo de teatro comoDEantes juntamente com os habitantes de Quintandona. A peça percorre todos os lugares do povoado e faz a apologia da linguagem arcaica e rural, terminando, com a “vingança” das Bruxas e com um caldo servido pelo Grupo, com a intenção de desenfeitiçar os espectadores.

– O que se sabe sobre a Aldeia de Quintandona?

   A aldeia de Quintandona é um lugar da Freguesia de Lagares, concelho de Penafiel. A história de Lagares remonta a épocas recuadas sendo reconhecida a influência dos romanos. 

   Quintandona, juntamente com Escariz e Ordins, terá sido um núcleo populacional fundamental para a organização deste território. A ocupação remontará à época do povoamento, que teve lugar por meados do séc. VI.

   Os primeiros documentos escritos referentes à “villa de Lagares” datam de 1088. 

   No Foral Manuelino de Penafiel, o Rei Venturoso não esquece alguns casais de Lagares., exigindo tributos para consolidação das finanças régias, reforçando o poder central. Desses casais, cinco eram de Quintandona e pagavam nove reais cada um.  

   Hoje, a aldeia de Quintandona, consiste numa aldeia típica preservada, com uma beleza e arquitectura singulares.  

   A preservação da arquitectura do edificado de Quintandona, bem como a requalificação dos espaços, deve-se ao empenho da Câmara Municipal de Penafiel, com a colaboração da Junta de Freguesia de Lagares e dos habitantes de Quintandona. 

   O actual lugar de Quintandona tem à volta de 64 habitantes com uma média de idades de 34 anos. Tem-se notado nos últimos tempos uma forte procura de casas e terrenos para compra e uma maior fixação de casais jovens neste lugar. Muitas gentes que visitam Quintandona começam a procurar um espaço para Turismo Rural e uma busca pelos sabores e tradições desta Aldeia 
 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *