Sociedade, Tomar

Estátuas Vivas em périplo antes da chegada a Tomar

A pouco mais de uma semana do I Festival de Estátuas Vivas de Tomar, continuam a decorrer em vários pontos do país e vão intensificar-se nos próximos dias as acções de promoção.
Na segunda-feira a Estação do Oriente, em Lisboa, foi palco de mais uma actividade, desta feita com a estátua viva do Marquês de Pombal a surpreender os viajantes. Tal como já acontecera com a figura de Luís de Camões, o Marquês viajou no comboio Inter-regional da CP entre Lisboa e Tomar.
Hoje ao final da tarde, a estátua de Luís de Camões estará naquele que é o coração desta actividade no nosso país, a Rua Augusta, na baixa lisboeta, onde estarão ainda presentes diversos promotores para entregar desdobráveis alusivos à iniciativa.
No sábado, dia 11, a partir das 20 horas, será o Marquês de Pombal a interagir com os visitantes do Torreshoping, em Torres Novas, um dos mais movimentados centros comerciais do Médio Tejo.
Ao longo dos últimos dias úteis que antecedem o Festival, para além de diversas participações em programas de televisão, haverá estátuas no LeiriaShopping, em Leiria, pelas 17 horas de segunda-feira com a presença de Luís de Camões, o mesmo que, na quinta-feira, pela mesma hora, vai receber quem chegar ao Aeroporto de Lisboa, naquela que será a derradeira acção antes do dia 18.
O Primeiro Festival de Estátuas Vivas decorre em Tomar a 18 e 19 de Setembro, mostrando a História de Portugal com enfoque para a cidade de Tomar e o seu passado histórico, desde a Idade Média até à República, através dos 20 melhores homens estátua nacionais, para além da exposição de reproduções de fotografias antigas e situações diversas de interacção, nas ruas e até nos estabelecimentos comerciais, com figuras e acções que remetem para o passado.
Além das figuras já mencionadas, vai ser possível ver as estátuas de Fernando Pessoa, Santa Iria, D. Manuel, Nuno Álvares Pereira ou Infante D. Henrique, entre muitas outras. O percurso parte da Escola Nuno Álvares, e atravessa o centro histórico até à Praça da República, onde os visitantes terão acesso a transporte gratuito para o Convento de Cristo, local onde ficarão as últimas estátuas.
Destaque ainda para a noite de sábado em que, além do contacto com as estátuas, os visitantes podem assistir a dois concertos de grande qualidade: um, de música barroca, às 21 horas, no Convento d e Cristo, com a Orquestra Barroca e o Coro da Casa da Música do Porto; e em seguida, pelas 23 horas, na Praça da República, o Concerto de Sons e 21 Silêncios, com a soprano Ana Paula Russo e o tenor Francisco Almendra, acompanhados pela Banda Militar do Porto e pela Orquestra Sinfónica Ginásio Ópera.
 
 
Toda a informação sobre o festival em http://estatuasvivas.ipt.pt

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *