Sociedade, Vila Real de Santo António

Câmara Municipal de VRSA iniciou a entrega de 434 fogos

A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António já iniciou a entrega de 434 habitações a custos controlados, existindo agregados já a residir nas mesmas.
 
Consciente das necessidades habitacionais do concelho de Vila Real de Santo António, o actual executivo camarário procederá, também, à entrega dos 40 fogos, já construídos para arrendamento em Monte Gordo, logo que estejam ultimados todos os detalhes do processo de entrega.
 
Adicionalmente a Câmara Municipal aguarda resposta, ao pedido de financiamento solicitado ao abrigo do programa Prohabita, para a aquisição de mais 40 fogos que serão disponibilizados, a custos controlados, aos munícipes.
 
Relativamente às recentes afirmações do Partido Socialista, exigindo a entrega imediata dos 40 fogos em Monte Gordo, Luís Gomes, enquanto Presidente da Câmara de Vila Real de Sto António, exprime a sua indignação relativamente a esta exigência, uma vez que “quando o PS esteve à frente da autarquia apenas construiu 160 fogos para atribuição aos munícipes, sendo que os mesmos foram construídos no ano de 2001 e apenas entregues no ano de 2004”.
 
Para além disso, Luís Gomes afirma que este tema sempre foi uma preocupação sua e que, como tal, foi durante o seu mandato que mais fogos foram construídos – cerca de 474 – para combater a precariedade de habitação no concelho.
 
O PS afirma ainda que a autarquia deverá aumentar o número de habitações a atribuir à população. Relativamente a esta questão o actual Presidente da Câmara “concorda e afirma que é de extrema importância o reforço desta necessidade, dada a situação precária que é vivida por alguns dos cidadão Vila-realenses. No entanto, não se entende a actual preocupação do PS uma vez que foi o Governo deste partido que recentemente reprovou o financiamento do aumento de casas para arrendamento. A questão que se coloca é: Porque razão o mesmo partido, que considera importante aumentar significativamente o número de fogos a atribuir à população inscrita, chumbou o financiamento do acréscimo de casas?”.    
 
O Presidente da Câmara de Vila Real de Santo António realça ainda que “o Partido Socialista, quando perdeu o mandato na autarquia para a CDU em 1993, deixou 72 fogos por acabar no concelho, estando o actual executivo a saldar as dívidas contraídas há 17 anos para o efeito”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *