Cultura, Trofa

Grande festa anual do Folclore da Trofa

Está já em contagem decrescente a grande festa anual do folclore na Trofa. Numa organização da Câmara Municipal da Trofa, a XII edição do Festival de Folclore do Concelho da Trofa vai encher de música e de animação o Parque Nossa Senhora das Dores a 11 e 12 de Setembro.
 
Este Festival popular, que decorre no Concelho Trofense há 12 anos, vai receber 12 ranchos convidados, que vão animar o fim-de-semana com danças e cantares tradicionais.
 
O encontro contará com a presença, no primeiro dia, a partir das 21 horas, do Grupo Danças e Cantares de Santiago de Bougado, do Grupo Folclórico da Casa do Povo de Serzedelo, Guimarães, do Rancho Folclórico de Alvarelhos, do Rancho Folclórico as Tricanas de Ovar, do Rancho das Mondadeiras da Casa Branca de Portalegre e do Rancho Folclórico de S. Romão do Coronado.
 
O segundo dia começa às 16 horas com o desfile e a actuação do Rancho das Lavradeiras da Trofa, seguido do Rancho Folclórico de Alenquer, do Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado, do Grupo Folclórico Casa da Gaia de Terras da Feira, do Rancho Folclórico de S. Pedro da Raimonda – Paços de Ferreira e do Rancho Folclórico da Trofa.
 
A Câmara Municipal da Trofa convida os amantes deste tipo de espectáculo para se associarem a esta festa das tradições e da cultura portuguesa que vai ter lugar no Parque Nossa Senhora das Dores, já que considera que “os Ranchos e Grupos Folclóricos assumem um papel muito importante como embaixadores das suas terras e dos seus costumes, representando a mais pura tradição portuguesa e permitindo a interacção entre gerações e a recolha local de usos e costumes”.
 
 
Ranchos Participantes 2010
 
XII Festival de Folclore do Concelho da Trofa
11 e 12 de Setembro | Parque Nossa Senhora das Dores | 21h00
 
11 de Setembro
 
– Grupo Danças e Cantares de Santiago de Bougado – Trofa
 
No ano de 1985, consagrado como Ano Internacional da Juventude, um punhado de jovens, desejosos de corporizar um projecto que desse cobertura, em termos etnográficos, aos usos, aos costumes e tradições das gentes da região dos Bougados, constituiu o que é hoje o Grupo de Danças e Cantares de Santiago de Bougado.
 
– Grupo Folclórico da Casa do Povo de Serzedelo de Guimarães
 
O grupo folclórico da casa do povo de Serzedelo foi fundado em Dezembro de 1980, por um grupo de entusiastas, que numa festada de estilo minhoto, realizada num cortejo destinado ao Mosteiro paroquial de Serzedelo, apresentaram danças tradicionais do Baixo Minho, baseadas no malhão, no vira, na cana verde e na chula.
 
– Rancho Folclórico de Alvarelhos – Trofa
 
O Rancho Folclórico de Alvarelhos do Concelho da Trofa tem pautado por retratar “quadros típicos” da região, tanto a nível de danças como a nível dos trajes, tendo já gravado um trabalho discográfico com 14 temas tradicionais do Minho.
 
– Rancho Folclórico As Tricanas de Ovar
 
O grupo folclórico As Tricanas de Ovar, fundado em Maio de 1979, e após profundo e apurado trabalho de pesquisa e recolha, dignou repor a verdade folclórica a nível de danças, cantares e trajes regionais, passando a ser reconhecido e a ter o apoio da federação do folclore português desde 1981 e da secção de etnografia e folclore do Inatel desde 1983.
 
– Rancho Folclórico As Mondadeiras da Casa Branca de Portalegre
 
O Rancho Folclórico As Mondadeiras da Casa Branca nasceu em 2001, por iniciativa da boa vontade e empenho de um grupo de pessoas que se juntaram com o objectivo comum de preservar e divulgar as tradições culturais dos seus avós
 
– Rancho Folclórico de S. Romão do Coronado – Trofa
 
O Rancho Folclórico de S. Romão foi criado para promover a recordação das danças e cantares que animavam as festas e romarias antigas, como o Malhão à Desgarrada, a Cana Verde, o Serra, a Espadelada, o José Maria, a Arregaça, o Vira Batido, o Milho Brilha na Eira, a Dovadoura, o Regadinho, a Mugiga e a Margarida Moleira.
 
 
12 de Setembro
 
– Rancho das Lavradeiras da Trofa – Trofa
 
O Rancho das Lavradeiras da Trofa, surge pela mão de Maria Augusta Oliveira Reis, a 2 de Março de 1961, como consequência de um trabalho iniciado em 1946, de pesquisa, recolha, e preservação dos usos e costumes da região que representa.
 
– Rancho Folclórico de Alenquer
 
O Rancho Folclórico de Alenquer foi fundado em Agosto de 1959, na Freguesia de Triana, em Alenquer. Focando-se no folclore e na etnografia, procuram preservar a herança popular da sua terra.
 
– Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado – Trofa
 
Fundado em 11 de Novembro de 2005 e formalizado por escritura de 26 de Dezembro do mesmo ano, o Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado, tem vindo ao longo destes anos de actividade, a solidificar os seus alicerces, nomeadamente na recolha local dos usos e costumes da região, na riqueza e pormenor dos trajes dessa época, bem como da genuinidade das suas danças e cantares.
 
– Grupo Folclórico Casa da Gaia de Terras da Feira
 
Em 1973, o Grupo Folclórico Casa da Gaia surgiu, com o seu repertório repleto de danças e cantares das Terras da Feira, que se mantiveram até aos nossos dias, procurando manter viva toda a tradição envolta na região de Santa Maria da Feira.
 
 
– Rancho Folclórico de S. Pedro da Raimonda de Paços de Ferreira
 
Fundado em 1981, o Rancho Folclórico de S. Pedro da Raimonda é conhecido por possuir vários trajes: traje de Domingo, traje de trabalho, traje de romaria, traje de lavradores ricos, traje de rendeiros, traje de morgada e traje de noivos.
 
– Rancho Folclórico da Trofa – Trofa
 
Fundado em 1959, por altura da Feira Anual, o Rancho Folclórico da Trofa comemorou, em 2009, meio século de existência, dedicada à fiel representação dos trajes, danças, cantares, usos e costumes das “gentes” da Trofa.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *