Sociedade, Vila Real de Santo António

Passeios Pedestres de Interpretação da Paisagem – Vila Real Sto. António

Continua em Agosto a 4ª edição do ciclo de passeios pedestres de interpretação da paisagem “Passos Contados”, com o percurso:
Com os pés na água à procura dos bivalves da Ria Formosa
 
 
Com a bióloga marinha Paula Moura, viveiristas e mariscadores locais
28 Agosto | Ponto de encontro: 9.30 em Cacela Velha
Vestígios de tanques para salga de pescado e preparação de pastas de peixe do período romano, e fragmentos de cerâmicas de cozinha islâmicas associados a cascas de conquilhas, ostras e amêijoas, atestam a antiguidade da exploração dos recursos do mar e da ria e a sua importância na dieta alimentar das gentes de Cacela. Mariscadores e populações locais têm-se dedicado ao longo de muitos séculos à apanha de conquilhas, amêijoas, berbigão, lingueirão, cascabulhos (ostras) e búzios. Durante a maré vaza, continuamos a vê-los com água pela cintura puxando um arrasto na frente mar, no caso das conquilhas, com uma pá de mariscar cavando na lama da ria para apanhar amêijoa, ou com uma adriça para apanhar o lingueirão. Os cascabulhos, muito abundantes, apareciam agarrados às pedras ao longo da ria e nos períodos de carestia vividos durante a primeira grande guerra foram a base da alimentação do pessoal da serra que se deslocava ao litoral levando as albardas dos burros sempre cheias. Hoje, a paisagem da ria é marcada pelos viveiros de amêijoa e especialmente de ostra, iguarias recentemente revalorizadas nas ementas que se oferecem aos visitantes.
Passos Contados… porque os caminhos, os lugares, as pessoas contam estórias. O Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela / CMVRSA propõe este ano novas experiências de interpretação e descodificação das paisagens culturais e naturais do sotavento algarvio. Nesta quarta edição iremos à descoberta das plantas e dos seus antigos usos na medicina e alimentação; das heranças islâmicas nas formas de construir e habitar; de antigos caminhos, muros e valados; vamos durante a noite ouvir lendas sobre os antigos medos de bruxas e lobisomens; com os pés na água vamos apanhar e conhecer os bivalves da Ria Formosa; já no final do Verão vamos colher figos, e compreender a sua importância, a par da amêndoa e alfarroba, na história local; terminaremos com um percurso geológico sobre alterações no uso e ocupação do território.
 
Informações
Os percursos realizam-se aos sábados, entre Abril e Outubro.
Pontos de encontro às 9.30 ou às 21.30, na cisterna de Cacela Velha ou no CIIPC (antiga escola primária) em Santa Rita, consoante o percurso.
Para os passeios diurnos deverá trazer merenda, cantil com água, calçado confortável, roupa leve, chapéu e protector solar, bem como binóculos para os passeios de natureza. Para o percurso nocturno deverá trazer roupa quente, calçado confortável e lanterna.
A organização reserva-se o direito de anular a realização de percursos caso se verifiquem condições climatéricas adversas.
 
Inscrições Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela
Antiga Escola Primária de Santa Rita
Tel./ Fax: 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | www.ciip-cacela.blogspot.com
As participações são gratuitas e limitadas. Inscreva-se com antecedência, deixando o seu nome e contacto.
 
Organização
Câmara Municipal de Vila Real de Santo António
Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *