Desporto

TÉNIS: Muster surpreende no 10º Vale do Lobo

O nº1 mundial do SAA ATP Champions Tour Ranking, o sueco Thomas Enqvist, os dois ex-campeões do torneio, os britânicos Greg Rusedski (2009) e Jeremy Bates (2001), e o rejuvenescido austríaco Thomas Muster, venceram os encontros da jornada de abertura do 10º Vale do Lobo Grand Champions Caixa Geral de Depósitos, que a Premier Sports está a organizar na Vale do Lobo Tennis Academy, em Loulé.
 
O português Nuno Marques, que abriu a sessão diurna, deu ideia de poder provocar uma grossa surpresa e derrotar pela segunda vez na sua carreira o actual seleccionador sueco da Taça Davis, ao vencer o primeiro set por 6-4, mas Enqvist recuperou nos dois parciais seguintes por 6-3 e 10/3, ao cabo de 76 minutos de jogo.
 
«Sabia que o Nuno pode jogar bem e o seu primeiro set foi muito forte», disse Enqvist, que venceu cinco dos seis torneios que disputou no ATP Champions Tour, incluindo o que a Premier Sports organizou em São Paulo, no Brasil.
 
«Fiz um bom primeiro set e tive bons momentos, mas nota-se que ele está mais rodado», disse o antigo tetracampeão nacional que sublinhou «a aura que este torneio tem», independentemente «de se jogar às cinco da tarde com calor» ou à noite.
 
Rusedski faz 9 ases
 
No outro encontro do Grupo Caixa Geral de Depósitos, o que abriu a sessão nocturna, o campeão do ano passado, o britânico Greg Rusedski, fez nove ases para derrotar o francês Henri Leconte por 6-3 e 6-2, em uma hora de jogo.
 
«Não tenho jogado muitos torneios, mas tenho trabalhado com alguns juniores e estou a jogar bem. Com o Henri nunca se sabe o que se pode passar mas hoje ele não jogou o seu melhor», disse o antigo vice-campeão do Open dos Estados Unidos, que lidera o Grupo Caixa Geral de Depósitos por ter resolvido o seu compromisso em dois sets, enquanto Thomas Enqvist necessitou de três parciais.
 
«A ideia de se usar bolas brancas foi boa e recordo-me de ter defrontado em Wimbledon o Boris Becker, nas meias-finais, com bolas brancas. Não é nada fácil responder ao serviço. Mesmo tendo jogado com elas quando era mais jovem tive de adaptar-me de novo porque, entretanto, todos nos habituámos às amarelas. Hoje, com o  Greg a servir desta forma, foi difícil ver a bola, mas diverti-me muito no campo», afirmou Leconte.
 
Bates recorda Borg
 
No Grupo Vale do Lobo, Jeremy Bates mostrou que apesar de ser o mais velho dos nove jogadores, ainda tem uma pujança invejável aos 48 anos, vergando o antigo nº1 mundial Yevgeny Kafelnikov por 4-6, 6-3 e 10/5 em uma hora e 26 minutos de um confronto extremamente táctico.
 
 «O Yevgeny joga muito ténis e isso viu-se no primeiro set. É mesmo surpreendente como ele foi capaz de jogar daquela maneira com uma roupa e raqueta emprestada», comentou Bates, que recordou a final ganha a Bjorn Borg em 2001: «Nunca tinha defrontado o Bjorn Borg e poder fazê-lo aqui em Vale do Lobo, num torneio destes, para mim o melhor do circuito, foi um sonho».
 
O russo Kafelnikov, um dos dois estreantes do torneio, a par de Enqvist, desvalorizou um pouco não ter podido contar com o seu equipamento habitual: «É o costume, perderam as minhas bagagens, mas entretanto já deram com elas e amanhã já poderei jogar com a minha raqueta».
 
O antigo campeão olímpico, do Open da Austrália e de Roland Garros recordou ter jogado em Vilamoura: «Em 1992, o meu primeiro torneio profissional, era um miúdo. Gosto do Algarve e o resort de Vale do Lobo, até ao momento, parece-me óptimo».
 
Homem de Ferro Muster está de volta 
 
No último encontro da primeira jornada, também inserido no Grupo Vale do Lobo, o austríaco Thomas Muster impôs-se ao croata Goran Ivanisevic por 6-2 e 6-4, em apenas 45 minutos, sentindo-se no ar a tensão de uma rivalidade antiga que no ATP World Tour, o circuito principal, ficou empatada em três vitórias para cada um.
 
Muster, de 42 anos, declarou à agência Lusa (parceiro media do evento) que deseja competir no circuito Challenger em 2011, em 15 ou 20 torneios, desafiando os mais jovens, como, por exemplo, o actual nº1 português, Frederico Gil, que esta semana compete no Challenger de Istambul.
 
«Tenho praticado bastante nas últimas dez semanas e preciso de ficar em forma», declarou o Homem de Ferro. No ‘Court Central’ da Vale do Lobo Tennis Academy, já depois da vitória, o ex-campeão de Roland Garros explicou que perdeu «12 quilos nas últimas onze semanas».
 
 
Ivanisevic, por seu lado, estava desconsolado com o desaire: «Vim de Zagreb mas tive de fazer várias escalas, saí às cinco da manhã, cheguei a Vale do Lobo às seis da tarde, não pude treinar e quis resolver tudo à pressa com ‘winners’, acabando por cometer demasiados erros, mas o Thomas está numa forma impressionante, jogou um Challenger há bem pouco tempo. Agora a qualificação para a final já só depende dele, mas prometo jogar melhor amanhã».
 
Muster lidera o Grupo Vale do Lobo por ter ganho em dois sets, seguido por Bates que triunfou em três.
 
Segunda jornada
 
A segunda jornada do Vale do Lobo Grand Champions Caixa Geral de Depósitos arranca às 12:00 horas com o Masters do circuito de mini-ténis do Algarve, com a presença dos nove campeões do torneio do ATP Champions Tour, distribuindo conselhos e autógrafos pela pequenada.
 
A ocasião será ainda aproveitada pelo jornal A Bola (parceiro media do evento) para oferecer aos jogadores t-shirts com as suas caricaturas estampadas e impressões das mesmas caricaturas para serem leiloadas durante a semana, com a receita a reverter a favor da Wold Valley Charity Foundation.
 
A competição recomeça às 17:00h, com os seguintes encontros: Muster-Bates, Enqvist-Leconte (18:30h), Rusedski-Marques (21:00h) e Ivanisevic-Kafelnikov (22:30h). Os dois últimos embates de cada jornada são transmitidos directamente pela SportTV2 (parceiro media do evento).
 
Resultados e Classificação
 
Enqvist-Marques, 4-6, 6-3, 10/3; Bates-Kafelnikov, 4-6, 6-3, 10/5; Rusedski-Leconte, 6-3, 6-2; Muster-Ivanisevic, 6-3, 6-4.
 
Grupo Vale do Lobo: 1º Muster, 2º Bates, 3º Kafelnikov, 4º Ivanisevic.
 
Grupo Caixa Geral de Depósitos: 1º Rusedski, 2º Enqvist, 3º Marques, 4º Leconte.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *