Reguengos de Monsaraz, Sociedade

Reguengos de Monsaraz vai adaptar palácio do século XIX para instalação da Biblioteca Municipal

O Município de Reguengos de Monsaraz vai assinar no dia 12 de Agosto com a Direcção-Geral do Tesouro e Finanças o Auto de Cedência do Palácio Rojão para que neste edifício seja instalada a Biblioteca Municipal. Na cerimónia, que vai decorrer pelas 18h no Auditório do Pavilhão Multiusos do Parque de Feiras e Exposições, estará presente o Director Geral do Tesouro e Finanças, Pedro Rodrigues Felício.  

O Palácio Rojão, antigo Palácio dos Condes de Monsaraz, foi construído em meados do século XIX e localiza-se no centro da cidade, sendo agora objecto de cedência de utilização pelo prazo inicial de 15 anos renováveis por acordo entre o Estado e o Município.  

O projecto da Biblioteca Municipal de Reguengos de Monsaraz prevê um investimento de 1,3 milhões de euros na execução das obras, informatização, aquisição de livros e de mobiliário e será candidatado ao Regulamento Específico “Equipamentos Culturais” do Eixo 3 – Conectividade e Articulação Territorial no âmbito do INALENTEJO através do processo de contratualização com a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central. 

As obras de adaptação do Palácio Rojão determinam que no piso 1 ficará localizado o átrio com o balcão de atendimento, um espaço de apoio ao átrio, uma sala polivalente, um bar com esplanada exterior sob a arcada, o depósito de documentos para apoio da biblioteca, a zona de recepção e manutenção e a sala de pessoal. No piso 2 vão ficar a secção de adultos, a secção infantil, a área de animação infantil, gabinetes de trabalho e sala de reuniões.  

José Calixto, presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, considera que “esta é uma obra muito importante e que vai contribuir indubitavelmente para a educação dos alunos dos estabelecimentos de ensino do concelho, pois vão ter uma biblioteca moderna, agradável e bem equipada no que diz respeito a novas tecnologias de informação e comunicação”. O autarca refere que “esta é uma aspiração dos reguenguenses desde há muitos anos e após longas negociações foi possível chegar a um bom acordo com o Estado para a cedência do Palácio Rojão, edifício que ao longo da sua existência tem estado ligado à cultura e à educação, albergando durante várias décadas as escolas do ensino preparatório e secundário”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *