Desporto

Cândido Barbosa conquistou a liderança

Cândido Barbosa é o novo camisola amarela da 72ª Volta a Portugal Lagos Sports, mas o corredor do Palmeiras Resort-Prio teve de contentar-se com o 2º lugar no despique com o francês Jimmy Casper (Saur) no “sprint” final na 3ª etapa realizada este sábado entre Santo Tirso e Viana do Castelo. Com os seis segundos de bonificação correspondentes ao 2º lugar, Cândido arrebatou a camisola amarela ao ucraniano Oleg Chuzhda (Caja Rural), que desceu um posto e passou a estar a três segundos no novo líder. 

“A etapa foi difícil, mas a equipa trabalhou bem e sempre acreditou em mim para o triunfo. A queda no final ia estragando tudo e foi complicado bater o Cândido Barbosa” – confessou Jimmy Casper (Saur), 32 anos, vencedor da etapa, a correr, pela primeira vez, a Volta a Portugal. 

Por sua vez Cândido Barbosa, novo líder da Volta, salientou: “O objectivo não foi completamente concretizado porque queria chegar à vitória na etapa e a camisola amarela viria por acréscimo, devido às bonificações. A verdade é que hesitei na última curva, mas isso não serve de desculpa porque me sentia com forças. Agora vamos tentar manter a camisola amarela, comigo ou com o David Blanco, o importante é que esteja na equipa.” 

Sexteto em luta pela vitória 

Depois de sucessivos ataques, durante os primeiros 50 quilómetros, agruparam-se na frente seis corredores que conseguiram concretizar a fuga do dia. Eram eles, o português Hélder Oliveira (Barbot-Siper), os ucranianos Dmytro Grabovskyy (ISD) e Sergiy Grechyn (Amore&Vita), o italiano Emanuele Sella (Carmiooro), e os espanhóis Juan Estrada (Andalucia) e José de Segovia (Xacobeo). Facto curioso que nas duas primeiras tentativas de fuga no começo da etapa, anuladas pelo Palmeiras Resort-Prio, esteve em acção o ucraniano Dmytro Grabovskyy, que voltou a incorporar-se nesta terceira operação atacante. 

Idiomas não afectaram entendimento 

Apesar da diversidade de idiomas a verdade é que o sexteto fugitivo se entendeu bem ao longo dos muitos quilómetros em que comandaram a corrida. De tal modo que, depois da vitória de Grabovskyy na meta volante de Vila Verde, os fugitivos registaram a máxima vantagem de 6m 24s na contagem de montanha no alto de Portela do Vade. A partir daí começaram a perder terreno, sobretudo na escalada ao alto do Extremo, onde ganhou o português Hélder Oliveira (Barbot), para se situar em 4m 00s na passagem pela meta volante de Paredes de Coura, ganha por Sergiy Grechyn (Amore&Vita). 

Perseguição implacável 

A equipa de Tavira, acompanhada pelos corredores da Saur e da BBox, assumiram por inteiro o comando da perseguição, aproximando-se cada vez mais dos escapados, que não tardaram a perder dois dos seus protagonistas, Hélder Oliveira (Barbot-Siper) e Juan Estrada (Andalucia). Estava em um minuto a diferença dos quatro para o pelotão, quando Sergiy Grechyn (ISD) passou em primeiro lugar na meta volante de Meadela, a 20 Km da chegada, onde já só restavam na frente o italiano Emanuele Sella (Carmiooro) e o persistente Dmytro Grabovskyy (ISD).

 Queda e vitória francesa 

Os dois sobreviventes do grupo fugitivo, foram absorvidos pelo pelotão a três quilómetros da meta e na velocidade vertiginosa para o “sprint” decisivo, em que o francês Jimmy Casper (Saur) levou a melhor sobre Cândido Barbosa (Palmeiras Resort-Prio), ocorreu uma queda em que se envolveram o francês Yohann Gene (BBOX),o italiano Enrico Pruffo (Carmiooro) e o holandês Boy Van Poppel (Rabobank).

Com o segundo lugar na etapa de 173,7 Km, Cândido Barbosa recuperou os três segundos que o separavam do líder Oleg Chuzhda (Caja Rural) e arrebatou-lhe a camisola amarela, dispondo agora de uma vantagem de três segundos sobre o ucraniano. 

Mais Fotografias, Declarações Áudio e Informações em

http://volta-portugal.com/etapas/phps/noticias.php?etapa=3 

A mítica subida à Senhora da Graça 

Este domingo, cumpre-se a 4ª etapa da 72ª Volta a Portugal em Bicicleta Lagos Sports, que faz a ligação entre Barcelos e Mondim de Basto/ Alto da Senhora da Graça, na distância de 175,8 Km. A tirada dificil irá ter três contagens de montanha, uma de 3ª categoria no Alto da Caniçada (Km 56) e duas de 1ª categoria, uma no Alto de Companhó (Km 135,3) e a outra na meta final, a mítica subida do Monte Farinha, e três metas volantes em Vieira do Minho (Km 60,5), em Arco Baúlhe (Km 95,6) e Mondim de Basto (Km 164,1). 

Esta é  a 25ª vez, desde 1978, que a Volta chega a Mondim de Basto e ao alto da Senhora da Graça. Esta dificuldade no percurso da corrida suscita sempre a maior expectativa dada a importância de que se reveste para a classificação geral, nomeadamente para os trepadores se desforrarem do tempo que perderam nos terrenos favoráveis aos roladores e aos “sprinters”. 

Resultados registados nos últimos seis anos na Sr.ª da Graça:

2004 (66ª  Volta): Viseu-Senhora da Graça, 160,8 Km, David Arroyo (LA-Pecol)

2005 (67ª  Volta): Celorico de Basto-Senhora da Graça, 196,8 Km.,G. Quesada (C. Valenci.)

2006 (68ª  Volta): Celorico de Basto-Senhora da Graça, 192,7 Km., João Cabreira (Maia)

2007 (69ª  Volta): Celorico de Basto-Senhora da Graça, 143 Km., Eládio Jimenez (KGZ)

2008 (70ª  Volta): Fafe-Senhora da Graça, 146,2 Km., Juan Cobo (SDV)

2009 (71ª  Volta): Trancoso-Senhora da Graça, 158,1 Km., João Cabreira (CC Loulé) 
 

No site da Volta a Portugal – www.volta-portugal.com – pode acompanhar em directo a evolução da 4ª Etapa da 72ª Volta a Portugal em Bicicletas Lagos Sports no filme da etapa em http://volta-portugal.com/etapas/phps/filme.php?etapa=4 
 

A 72ª Volta a Portugal tem o apoio das autarquias de Lisboa, Viseu, Leiria, Fafe, Castelo Branco, Mondim de Basto, Oliveira do Bairro, Santo Tirso, Aveiro, Viana do Castelo, Lamego, Sintra, Oliveira do Hospital, Oliveira de Azeméis, Gouveia, Idanha-a-Nova, Moimenta da Beira, Seia, Barcelos, Armamar e Águeda além do patrocínio dos Jogos do Centenário, Jogos Santa Casa, RTP, Aluvia, EDP, Tempo-Team, Liberty Seguros, Meo, O Jogo, Jornal de Noticias, Rádio Renascença, Águas São Martinho, Shimano, Xerox, Mobilif, Torrié, Copigés, DietSport – Powerbar, LG, Instituto Geográfico do Exercito, Ford, Cision, Estanhos D. António, Fullwear, Nexx Helmets, Orbita, KEEWAY, Pastelaria Chafariz, Sportzone, Tipografia Peres e Aquahotels Mondim Basto.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *