Cultura, Póvoa de Lanhoso

Povoenses aderiram à “Biblioteca na Praça” – Póvoa de Lanhoso

Cerca de 675 jovens e crianças de diversas instituições do concelho passaram pela “Biblioteca na Praça”, que esteve na Praça Eng. Armando Rodrigues, na Vila, durante o mês de Julho. Para além destas pessoas, estima-se que tenham sido cerca de quatro centenas os Povoenses ou transeuntes, de todas as idades, que também se associaram, por iniciativa deles e de alguma maneira, a esta proposta da Biblioteca Municipal.
 
Segundo a Vereadora da Cultura, Fátima Moreira, esta iniciativa inscreve-se numa estratégia mais alargada que tem no horizonte a construção de raiz de uma nova Biblioteca Municipal, no âmbito do Fórum Municipal, e cujo contrato de financiamento pelo QREN, que envolve montantes globais de 1 milhão 860 mil euros, foi assinado recentemente. “Ao trazermos a Biblioteca para fora do seu espaço habitual, pretendemos divulgar a sua existência, a sua polivalência e os seus serviços, bem como cativar novos públicos, tendo em conta que vamos construir uma nova Biblioteca Municipal de Rede Pública”.
 
“A Biblioteca na Praça” cumpriu objectivos.
 
O espaço ao ar livre para “A Biblioteca na Praça” foi convidativo para que as pessoas parassem por momentos, deleitando-se com a leitura de um livro ou com a leitura de jornais. O objectivo foi cativar leitores, tornar a leitura mais atraente, oferecer um espaço de leitura agradável, mostrando, desta forma, que qualquer local é bom para ler e que a biblioteca está onde nós quisermos.
 
Mas a iniciativa realizou também actividades diversas com os participantes mais jovens. Para além de incentivar à leitura, esta iniciativa promoveu actividades diversas para os mais pequenos, como horas do conto, histórias animadas, jogos, face painting, moldagem de balões, trabalhos manuais e outros.
 
Em suma, esta iniciativa superou em muito as expectativas, refere a pessoa responsável pela sua implementação, Sofia Freitas, Técnica Profissional de Biblioteca e Documentação na Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso. “Todos adoraram, desde os mais pequenos aos adultos. Os utilizadores gostariam que a biblioteca permanecesse mais tempo na Praça”. Segundo Sofia Freitas, “esta iniciativa mostrou que afinal a biblioteca é um espaço importante na vida de cada cidadão. O entusiasmo, a diversão, o lazer, o prazer de ler num espaço agradável, foi-nos claramente mostrado, deixando-nos surpreendidos com a adesão, satisfação e agrado de todos”.
Esta proposta  destinou-se ao público em geral, mas contou, para as actividades infantis, com a participação das crianças das valências de infância da Santa Casa da Misericórdia, do ATL de Calvos e do ateliê de férias da Associação Em Diálogo, entidades que fizeram marcação prévia e cujos utentes se deslocaram, por diversas vezes, à “Biblioteca na Praça”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *