Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Semana da Juventude com balanço positivo – Póvoa de Lanhoso

A Póvoa de Lanhoso recebeu a Semana da Juventude de 15 a 18 de Julho. Para além da adesão de participantes às diferentes propostas e de público às demonstrações realizadas,  destaca-se ainda a satisfação dos  envolvidos, pelo que o balanço é positivo. 
 
Com um programa diversificado, centralizado na Vila da Póvoa de Lanhoso, a Semana da Juventude procurou atender aos diversos interesses da população jovem, apresentando propostas como o Torneio de Play Station, os Jogos de Sala e a Tarde Radical.
 
A abertura da exposição de fotografia resultante da II Maratona Fotográfica da Póvoa de Lanhoso, o Dia da Família, as demonstrações de Trial Bike, de Capoeira, de Todo-o-Terreno e o Karaoke foram sugestões direccionadas também para a comunidade em geral, que contaram com centenas de participantes e concorrentes.
 
Durante esta Semana, foi ainda dado a conhecer o traçado da Pista de Radiomodelismo, que irá surgir no terreno envolvente ao Espaço Jovem e que terá inauguração em breve.
 
Dar alternativas de ocupação dos tempos livres dos mais jovens, em férias escolares, e promover o encontro inter-gerações foram objectivos de mais uma semana temática da Juventude, promovida pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso.
 
Segundo a Vereadora da Juventude, Gabriela Fonseca, esta foi também uma forma antecipada de assinalar o 12 de Agosto, “Dia Internacional da Juventude”. “Como em Agosto está muita gente fora, nós antecipámos sempre essa comemoração para Julho, para o final das aulas e dos exames”, referiu a edil.
 
Participantes satisfeitos.
 
O programa foi do agrado dos participantes. Depois de fazer o slide na Tarde Radical, Abel Silva, 10 anos, referiu que estava a ser “um dia diferente” e que estava a gostar. Esta proposta proporcionou a participação em actividades como o paintball, a parede de escalada, o slide, o tiro ao alvo com arco e flecha, a zarabatana e o marcador de paintball. Marco Fernandes, 14 anos, também fez diversas actividades. “Acho a Semana da Juventude uma boa ideia e costumo participar nas outras iniciativas do Espaço Jovem, como o Torneio de Futebol, e outras”, afirmou.
 
A assistir ao paintball, estava Vítor Silva com a filha, Sara, de 7 anos. “Acho bem a Semana da Juventude, porque as crianças necessitam de iniciativas que as ocupem, ainda para mais em altura de férias. É uma tarde diferente e esta é uma iniciativa que merece ser repetida”, considerou. Ana Pereira, 15 anos, também preferiu assistir a algumas das actividades. “Estava a passear com amigos e parámos para ver o que estava a acontecer. Acho que é uma boa ideia”.
 
Talvez uma das mais jovens participantes no slide, Ana Teresa Pereira, 7 anos, não se deixou paralisar. “Foi fixe, no princípio, tive medo, estava com os olhos fechados, mas depois correu bem e gostava de repetir”, confidenciou. Carlos Correia, 19 anos, esperava a vez para o paintball. “Do que vi, penso que está muito bem organizado”, revelou sobre a Semana da Juventude, que considerou ser “uma ideia muito boa pelo que transmite aos jovens, para fazerem um pouco de actividade, ao ar livre, visto que os jovens hoje ficam muito agarrados ao computador, e a outras actividades que não são saudáveis. Estas actividades são saudáveis e devem ser mantidas e permitem o convívio entre amigos e novas pessoas”.
 
Apesar da tarde quente, Fernanda Silva marcou presença no Dia da Família, que propôs actividades como a macaca, o arrebenta balões, o bowling, o jogo das latas, etc.. “Gostei dos balões e da macaca. Já há muitos anos que não jogava. Esta é uma iniciativa gira, que acho que se deve manter”, referiu, após ter recebido um dos brindes sorteados por entre os participantes. Com ela foi Gabriela Silva, 12 anos. “Todos os jogos foram engraçados, mas gostei mais daquele de atirar à baliza. Quanto à macaca, na escola já não jogamos. Agora não ligamos muito a isso. Agora não jogamos a nada na escola, as pessoas levam mais nintendos, PSP’s, telemóveis, é o que se utiliza mais nos intervalos. Já conhecia estes jogos, mas não ligava muito”, revelou a jovem.
 
Flávia Fernandes, 11 anos, deslocou-se ao Pontido com uma amiga e com o avô dela. “Não sabia bem o que ia encontrar… Sabia que vinha para umas actividades…”, referiu, confessando, com um grande sorriso: “Estou-me a divertir muito. Está a ser giro”. A amiga, Liliana Azevedo, 11 anos, aguardava a vez no jogo das púcaras, na tentativa de arrecadar os rebuçados no seu interior. “Gostei mais do jogo dos balões. Já tinha experimentado a macaca, mas já não jogo muito. Jogo mais à corda e ao elástico, às vezes”, salientou.
 
O encontro entre gerações foi um dos objectivos do Dia da Família. Aurora Bastos estava ali com a neta, Vanessa, de 5 anos, entretida com a borboleta feita pelo palhaço que também ajudou a animar a iniciativa. “Estou a achar muito bonito. Já joguei à macaca. Fez-me lembrar quando eu era assim pequenina da idade da minha neta. E foi bom recordar”, garantiu. Elisa Pereira participou nas actividades inserida no grupo de 12 pessoas da mesma família, de Braga. “Isto está óptimo. Já experimentei quase tudo. Falta o cântaro e o pau de bacalhau, que tem muito sebo. Estamo-nos a divertir imenso. Acho muito bem estas iniciativas. Isto é bom para crianças e adultos. Já experimentei a macaca, aos anos que a gente já não jogava àquilo!”.
 
A Semana da Juventude, que tem sido um dos pontos altos do programa anual do Pelouro da Juventude da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, deverá ter continuidade.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *