Sociedade, Trofa

Grandiosas Festas em Honra de Nossa Senhora das Dores na Trofa de 2 a 24 de Agosto

As Festas em Honra de Nossa Senhora das Dores organizadas pela Comissão das Festas, decorrem de 2 a 24 de Agosto e contam com o apoio da Câmara Municipal da Trofa.
 
As Festas de Nossa Senhora das Dores vão trazer novidades este ano, com o 1ª Festival da Canção Concelhio, que pretende reunir as melhores vozes das oito freguesias da Trofa.
 
As provas começam a 2 de Agosto e, até ao dia 11, oito candidatos de cada freguesia, encarregar-se-ão de animar a noite no Parque Nossa Senhora das Dores, altura em que serão seleccionados os vencedores, que irão marcar presença na grande final agendada para o dia 13 de Agosto.
 
No dia 14 de Agosto, pelas 21h00 tem lugar a Missa, na Igreja Matriz da Trofa, seguida da Procissão de Velas até à Capela. No final, destas cerimónias religiosas decorre a grande Serenata de Fados de Coimbra.
 
No dia 15 de Agosto, inicia às 15h00 o Septenário em Honra de Nossa Senhora das Dores, seguido pelo Cortejo de Oferendas. Pelas 22h00 a atenção vai para a Música Popular do grupo Trofense Sons e Cantares do Ave.
 
Os festejos de dia 16 de Agosto iniciam com o Septenário em Honra de Nossa Senhora das Dores, às 19h30, decorrendo ao serão a actuação da Orquestra Myllenium, às 22h00.
 
No dia 17 de Agosto decorre, novamente, o Septenário em Honra de Nossa Senhora das Dores, às 19h30, e a noite termina com o concerto do Grupo de Augusto Canário, às 22h00.
 
Tal como nos dias anteriores, no dia 18 de Agosto decorre, às 19h30, o Septenário em Honra de Nossa Senhora das Dores, e o serão festivo encerra com a actuação da Banda de Musica da Trofa, às 22h00.
 
No dia 19 de Agosto, às 19h30, o Septenário em Honra de Nossa Senhora das Dores volta a ser a ordem do dia, enquanto às 22h00 começa a Noite de Folclore, com a participação dos Ranchos Folclóricos: Lavradeiras de Pedroso de Vila Nova de Gaia, Rancho Folclórico da Casa do Povo de Serzedelo em Guimarães, Rancho Folclórico da Região de Ovar, Rancho Folclórico de Zebreiros de Gondomar.
 
O dia 20 de Agosto fica marcado com a actuação do grande músico português, Marco Paulo, que animará a noite de sexta-feira a partir das 22h00. Nesse mesmo dia decorre, às 19h30 o Septenário em Honra de Nossa Senhora das Dores.
 
No dia 21 de Agosto, o Septenário em Honra de Nossa Senhora das Dores, inicia às 08h00, seguido da Entrada de vários grupos de Zés Pereiras às 09h00.
 
Às 15h00, as festas centram-se na Igreja Matriz, com a entrada das conceituadas Bandas de Música da Trofa e Banda dos Bombeiros Voluntários de Esposende. Pelas 24h00 decorre a monumental sessão de fogo-de-artifício.
 
No Domingo, 22 de Agosto, a Missa por todos os Benfeitores da Trofa inicia às 08h30, e às 09h30 inicia na Igreja Matriz a entrada das Bandas da Trofa e Banda Musical de Arouca.
 
Às 12h00 decorre a Missa Solene em Honra de Nossa Senhora das Dores, e às 17h00 a Saída da Majestosa Procissão em Honra de Nossa Senhora das Dores.
 
Pelas 18h30 prossegue a actuação das Bandas de Música, e às 24h00 decorre a espectacular e grandiosa sessão de Fogo Preso.
 
Logo pela manhã, no dia 23 de Agosto, inicia a Feira das Sementes, enquanto a Missa tem início às 08h30.
 
Na Igreja Matriz, às 09h30, decorre a entrada da Banda da Trofa e da Banda Os Amigos da Branca.
 
O último dia das Festas em Honra de Nossa Senhora das Dores inicia com a Missa às 08h30, seguido de um cortejo de Oferendas, pelas 15h00, com a participação do Rancho Folclórico da Trofa. Por volta das 20h00 decorre o Encerramento das Festas.
 
Sendo um marco muito importante no Concelho da Trofa, as festas em Honra de Nossa Senhora das Dores, centram-se na Capela de Nossa Senhora das Dores que tem uma história rica com quase 250 anos (1766), altura em que foi construída pelo Abade Inácio de Morais Sarmento Pimentel, devido à sua devoção a Nossa Senhora das Dores. Passado um século da sua construção, a Capela tornou-se pequena, para tão elevado número de visitantes, sendo construída em 1879, a encargo do benemérito tirsense Conde de São Bento, a actual Capela de Nossa Senhora das Dores.
 
O ponto alto desta romaria religiosa é a grande procissão de Nossa Senhora das Dores que tem como principal atracção os dez Andores que desfilam pela cidade. Cada andor pode pesar cerca de quatrocentos quilogramas e chegar a ter uma altura de 15 metros, dividindo-se em base, oratório e coroa. Só o andor de Nossa Senhora das Dores, que pesa cerca de 650 quilogramas, exige o esforço de três homens a trabalhar durante uma semana, cerca de 12 horas por dia.
 
A imponência dos andores que desfilam na procissão de Nossa Senhora das Dores é inegável e a cada ano que passa continuam a atrair milhares de curiosos. Todos os andores armados durante dias a fio percorrem o centro da cidade, partindo da Igreja Matriz de S. Martinho de Bougado e depois de passarem pela romaria e pela Capela da Nossa Senhora das Dores regressam à Igreja.
 
A Comissão das Festas de Nossa Senhora das Dores e a Câmara Municipal da Trofa mantêm assim viva a tradição, trazendo, mais uma vez ao Concelho, as grandiosas festas de Nossa Senhora das Dores de 2 a 24 de Agosto de 2010.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *