Oliveira de Azeméis, Sociedade

Oito dezenas de idosos aprendem a defender-se dos furtos e burlas – Oliveira de Azeméis

Oito dezenas de idosos das freguesias de Carregosa e Pindelo foram sensibilizados para a forma como devem actuar perante situações de furto, burlas e agressões.
A acção, a primeira de cinco a realizar-se até 23 de Novembro, insere-se no programa «Apoio 65 – Idosos em segurança» e destinou-se a transmitir aos idosos noções básicas de segurança.
«A iniciativa, desenvolvida em parceria com o destacamento da GNR de Oliveira de Azeméis, é importante porque vai apetrechar as pessoas idosas com conhecimentos que podem ser aplicadas no seu dia-a-dia de forma a prevenir situações de risco como furtos e burlas», afirma a vereadora da acção social da autarquia, Gracinda Leal.
As sessões de esclarecimento, que envolverão idosos das 19 freguesias do concelho, permitirão criar condições de segurança a um dos grupos sociais mais vulneráveis.
«As acções irão, essencialmente, ajudar a prevenir e é na prevenção que devemos continuar a apostar», adianta Gracinda Leal, destacando como principais vantagens do programa a precaução, a atenção, a promoção da segurança e a coesão social.
O aumento da insegurança em algumas freguesias foi um dos problemas levantados no âmbito do Diagnóstico Social, situação que motivou a autarquia a avançar para a implementação do programa «Apoio 65 – Idosos em segurança» no concelho.
A primeira sessão levou até às instalações da junta de freguesia de Carregosa dois elementos da GNR para fornecer conselhos com o objectivo de prevenir a criminalidade junto dos idosos, dentro e fora das habitações.
As medidas de protecção incluíram alertas sobre a forma como os burlões e os larápios actuam e as respostas que devem ser dadas de forma a minimizar ou a evitar a actuação dos criminosos.
Os conselhos foram no sentido dos idosos dificultarem a vida aos infractores da lei através de alguns gestos tão simples como estes: Ter sempre as chaves à mão quando chegar perto do carro ou da casa, não comunicar ao telefone que estão sozinhos em casa e não confiar em estranhos bem-falantes e com boas intenções fazendo-se passar por falsos funcionários da segurança social, CTT ou de instituições bancárias.
As estratégias não faltaram na primeira sessão de esclarecimento estando agendada a segunda para o dia 13 de Outubro no Centro Cultural de Cucujães.
As restantes sessões realizam-se a 26 de Outubro, na junta de freguesia de São Roque, e nos dias 16 e 23 de Novembro, respectivamente, nas juntas de freguesia de Oliveira de Azeméis e Pinheiro da Bemposta.
O programa «Apoio 65 – Idosos em Segurança» caracteriza-se pelo reforço de policiamento dos locais públicos mais frequentados por idosos, a criação de uma rede de contactos directos e imediatos entre a população, a GNR e a PSP e a instalação de telefones nas residências das pessoas que vivem mais isoladas.
O projecto é uma iniciativa do Ministério da Administração Interna que visa garantir as condições de segurança e a tranquilidade das pessoas idosas.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *