Cantanhede, Cultura

Praia da Tocha com biblioteca de referência – Cantanhede

Os utentes da Praia da Tocha têm ao seu dispor uma variada oferta cultural na Biblioteca de Praia, a funcionar durante a época balnear no novo imóvel construído no areal expressamente para esse efeito. O equipamento foi inaugurado em 2008, como extensão da Biblioteca Municipal de Cantanhede, substituindo a antiga construção onde esteve instalado durante alguns anos.

A nova Biblioteca de Praia dispõe de excelentes condições para cumprir as funções para que está vocacionada, designadamente nas valências de serviço de leitura, consulta de jornais, internet e audiovisuais, proporcionando a quem frequenta a Praia da Tocha o contacto diário com os meios de comunicação e disponibilizando produtos culturais em diferentes tipos de suporte para permitir aos utentes tirar o melhor proveito possível do tempo de lazer.

Com uma arquitectura moderna e funcional, a biblioteca estará aberta até 12 de Setembro, todos os dias, das 10h00 às 19h30, funcionando ainda como apoio de praia para todos os veraneantes, nomeadamente ao nível de instalações sanitárias.

Nas estantes do interior do novo edifício de madeira existe um significativo acervo bibliográfico constituído sobretudo por obras de ficção e várias colecções de literatura infantil e juvenil, que podem ser requisitadas pelo prazo máximo de 15 dias. Para consulta no local, estão disponíveis os jornais diários e diversas revistas periódicas, bem como equipamentos áudio e vídeo e 2 computadores com ligação à internet, cuja utilização, limitada a períodos de trinta minutos, está sujeita a marcação prévia. Como apoio do serviço de leitura local, existe no exterior uma esplanada com cadeiras e mesas que permitem a acomodação de quinze pessoas sentadas.

Além do fomento da leitura durante o período de Verão e de facultar a consulta dos órgãos de comunicação social e das tecnologias de informação, esta extensão da Biblioteca Municipal desenvolve pequenos ateliês de expressão plástica apropriados para crianças.

Por outro lado, funcionam aí também, pela primeira vez, os serviços de turismo do Município de Cantanhede, uma decisão tomada pelo executivo camarário para facilitar o acesso dos utentes da praia a informações úteis nesse e noutros domínios.

Enquanto isso, no antigo palheiro que durante muitos anos serviu de posto de turismo é  agora um espaço cultural dedicado a mostras de artesanato, onde diariamente vários artesãos estão a produzir diferentes tipos de artefactos e produtos tradicionais.

Mas a biblioteca é  apenas uma das vertentes da intervenção cultural que a Câmara Municipal de Cantanhede promove na Praia da Tocha durante a época balnear em curso. De facto, a estância balnear do Concelho de Cantanhede está a ser mais uma vez palco de uma intensa animação cultural que inclui a realização de espectáculos de música, folclore, fados, teatro de rua e exposições patentes ao público no antigo posto de turismo e na sede da Associação de Moradores da Praia da Tocha.

Além disso, no que se refere à área desportiva, no areal existe um campo de jogos com condições ideais para a prática de diversos desportos de Verão, nomeadamente beach volley e futebol de praia, uns organizados em campeonatos, outros simplesmente para ajudar a preencher de forma mais animada as férias.

Na promoção das iniciativas culturais e desportivas a Câmara Municipal conta mais uma vez com o apoio de diversas entidades locais, como a Associação de Moradores da Praia da Tocha, a Associação de Bodyboard dos Palheiros da Praia da Tocha, Centro de Saúde de Cantanhede e Clube de Voleibol da Tocha, cujo contributo a autarquia considera fundamental para os bons resultados que se pretendem alcançar neste domínio.

É de salientar ainda que a Praia da Tocha tem sido todos os anos distinguida com a Bandeira Azul, galardão que confere o devido reconhecimento aos seus excelentes padrões de qualidade balnear. Nesta antiga aldeia de pescadores da Freguesia da Tocha, no Concelho de Cantanhede, é possível encontrar ainda vestígios dos antigos palheiros, utilizados em tempos pelos pescadores para guardar o material utilizado na faina diária dos meses de Verão.

Não obstante a procura turística ter arrastado, ao longo dos últimos anos, o inevitável crescimento urbanístico, este desenvolveu-se sem afectar significativamente a identidade da aldeia. As medidas adoptadas para preservar a arquitectura xávega estão bem patentes na recuperação dos palheiros dos pescadores, agora transformadas em casas de férias, ou na adaptação dos materiais característicos locais a formas de construção mais actuais.

A Praia da Tocha é, ainda hoje, uma aldeia pitoresca, calma e tranquila, com um areal dourado onde ainda hoje se estendem as redes e os barcos típicos dos pescadores que diariamente saem para o mar.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *