Desporto, Póvoa de Varzim

Escola Secundária Rocha Peixoto em competição internacional – P. Varzim

A equipa juvenil masculina de basquetebol da Escola Secundária Rocha Peixoto foi apurada para participar na 62ª edição dos Jogos FISEC. Aluno da mesma escola, Diogo Ramos vai também participar na competição, depois de ter sido seleccionado para a equipa nacional de natação. Os Jogos vão decorrer de 5 a 11 de Julho em Tours, França, e a deslocação de toda a comitiva poveira conta com o apoio da Câmara Municipal.
Para a equipa de basquetebol foi longo o caminho que lhes permitiu o carimbo no passaporte para os Jogos FISEC, organizados, anualmente, pela Federação Internacional Desportiva do Ensino Católico, reunindo centenas de alunos provenientes de escolas de todo o mundo. No âmbito do programa Desporto Escolar, promovido pelo Ministério da Educação, a equipa começou por se sagrar campeã na Área Educativa do Porto e depois Campeã Regional. Por fim, chegaram ao topo da competição ao vencer o Campeonato Nacional de Desporto Escolar na modalidade. Percurso semelhante teve Diogo Ramos, que se sagrou Campeão Nacional nos 100 metros estilos. Agora, e com os Jogos FISEC no horizonte, os 12 basquetebolistas e o nadador levam o sonho de, no regresso a Portugal, trazer algum troféu mas, acima de tudo, representar com dignidade a sua escola e o seu país.
Dimas Pinto, treinador da equipa de basquetebol, considera estes os Jogos Olímpicos do Desporto Escolar e é com orgulho que diz que esta é, provavelmente, “a primeira vez que a Póvoa de Varzim vê uma escola sua representar o país nestes jogos”. No entanto fala com cautela sobre expectativas pois, explica, se em Portugal, e no que respeita desportos colectivos, a equipa campeã nacional é a escolhida para representar o país, os outros países participantes fazem uma selecção dos melhores jogadores para, depois, compor a selecção. “Não esperamos chegar ao primeiro lugar, mas vamos lutar por ganhar alguns jogos”. Até porque, considera, o importante é que com os jogos FISEC “os alunos têm a possibilidade de representar Portugal, de jogar como selecção e inclusive de desfilar numa cerimónia de abertura envergando as cores nacionais”. E claro, não se pode esquecer o impacto que uma competição deste género pode ter nos alunos já que “os motiva e ajuda na consolidação do projecto educativo da escola, que é não só o desenvolvimento das capacidades dos alunos mas também, e em parceria com pais, professores e direcção escolar, permitir que participem numa actividade que complementa as tarefas escolares e combate o insucesso escolar”.
Guilherme Cruz tem 16 anos e é o capitão da equipa de basquetebol. Uma responsabilidade extra que encara com alguma tranquilidade mas sempre sem esquecer aquele que é, talvez, o grande objectivo. “Estamos a representar a nossa escola e queremos afirmá-la como instituição de referência no que toca ao desporto escolar”, resume, contando que nestes momentos de competição o que realmente importa é “a união entre todos os jogadores”. Fazendo referência ao apoio dos pais e de toda a comunidade escolar, Guilherme Cruz promete que a equipa vai tentar “fazer o seu melhor e representar bem o seu país”.  
Também com 16 anos, Diogo Ramos estreia-se, nos jogos FISEC, nas competições internacionais. O seu apuramento deve-se não só ao facto de ter vencido, na competição do Desporto Escolar, os 100 metros estilos, mas também por ter subido várias vezes ao pódio nas várias provas que efectuou. Talento que lhe valeu a entrada para a selecção, constituída por outros cinco nadadores masculinos e seis femininos. O nadador, que se sente mais à vontade no estilo Bruços, conta que o seu objectivo “é chegar às finais e trazer uma medalha”. Nadador de competição desde os dez anos, Diogo Ramos sublinha as novas experiências que irá viver através desta competição.
Está tudo a postos para a partida. Os treinos intensificam-se, os novos equipamentos estão já prontos. A 5 de Julho a comitiva portuguesa parte de Lisboa, num voo que reúne equipas de Ténis de Mesa, Natação, Atletismo, Voleibol, Futsal, Andebol e Basquetebol, que vão defrontar equipas de todo o mundo. Flandres, Espanha, Índia, Itália e França são as oponentes da equipa de Basquetebol.
Mas nem só de competição vivem os Jogos FISEC. Estes são, acima de tudo, um espaço de vivências multiculturais, oportunidade única para que todos os participantes contactem com a cultura de países de todo o mundo. É por isso que, antes do inicio dos jogos, a 6 de Julho, decorre uma Cerimónia de Abertura Oficial, em que cada comitiva desfila em representação do seu país. E, ao longo de todo o evento, é organizado um mercado, onde estão expostos objectos que representam o melhor da cultura de cada um dos países presentes.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *