Arouca, Cultura, Sociedade

Banda sinfónica da GNR homenageia Fernando Mendes, em concerto – Arouca

Músico, transcritor, compositor, elemento dedicado e de referência da Banda Sinfónica da GNR e de várias orquestras, o alvarenguense Fernando Mendes, falecido há cerca de um ano, será homenageado com um concerto, no próximo dia 13 de Junho, às 16:00, na Igreja do Mosteiro de Arouca. A Banda Sinfónica da GNR traz a Arouca a sua música, cuja qualidade é unanimemente reconhecida como superior. Um concerto a não perder, que encerra, com chave de ouro, a Semana Cultural 2010.
 
Conhecido no meio musical como «o Mestre», a vida de Fernando Mendes foi o que podemos considerar uma vida cheia, sobretudo no que diz respeito à música. Responsável por grande parte das transcrições de orquestra para a banda sinfónica da GNR, iniciou-se na música praticamente como autodidacta, chegando mesmo a compor sem ter total domínio sobre a teoria musical. Mais tarde, frequentou o Conservatório Nacional e integrou a Orquestra Sinfónica da Emissora Nacional. A sua polivalência e competência musical contribuíram para que a Banda Sinfónica da GNR não ficasse indiferente ao seu talento Tocou também na Orquestra Gulbenkian, dirigiu várias vezes a Banda de Alvarenga e compôs várias obras.
 
A Banda da GNR surgiu em 1838, por decreto de D. Maria II, na altura denominada Banda da Guarda Municipal. Com a Implantação da República, passa a denominar-se Banda de Música da Guarda Nacional Republicana. A sua actividade subdivide-se em três áreas: de representação a nível de protocolo do Estado, cerimónias militares e concertos. A elevada formação e especialização dos seus executantes, bem como a invulgar variedade instrumental e a riqueza do seu arquivo (pelo qual, em boa parte, Fernando Mendes foi responsável), fazem com que esta Banda se posicione a um nível artístico raramente comparável.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *