Amadora, Sociedade

Parque Central dá nova vida ao centro da cidade – Amadora

Largas centenas de pessoas usufruíram, este fim-de-semana, do “novo” Parque Central da Amadora, um espaço de interactividade e de convivência entre gerações. 

Construído nos anos 80, o Parque Central da Amadora sofreu uma profunda requalificação que pretendeu ali criar um mundo fantástico e mágico no qual todos, e em especial as crianças, podem descobrir um conjunto novo de emoções e experiências únicas. 

O novo espaço, com uma extensão de 65 mil metros quadrados, tem como ponto central um lago dotado com bolas, gaivotas e caiaques, pontes e nuvens de água pulverizada, equipamentos agora disponíveis para toda a população. Só no dia da inauguração, no último sábado, mais de meio milhar de pessoas usufruíram do novo espaço.   

A requalificação, orçada em 3,5 milhões de euros, permitiu criar um espaço único de lazer em pleno centro da cidade. Para Joaquim Raposo, presidente da Câmara da Amadora, “o importante nas cidades é que haja espaços de convívio e de convivência entre gerações. Foi uma aposta ganha. As pessoas gostam de ter espaços e equipamentos e este é um parque para todas as idades”.  

Joaquim Raposo adiantou ainda que a curto prazo pretende aproveitar o espaço, nomeadamente o lago, “para fazer espectáculos” como ballet ou passagem de moda.  

A requalificação do parque passou ainda, para além do lago, pela construção de dois novos parques infantis, vários caminhos pedonais, equipamentos de manutenção física e ainda 140 lugares de estacionamento.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

  1. É pena que na Damaia não façam o mesmo. E já agora Sr. Presidente Joaquim Raposo, não seria também uma mais-valia pensar e reconstruir, já que o sedentarismo é uma doença deste século, parques polidesportivos? Ou preferem o amontoar de prédios sem espaços verdes e desportivos que façam parte da saúde e bem-estar da população? Há…já me estava a esquecer…para quando existirá tinta para pintar os estacionamentos junto aos CTT? Em altura de eleições, tudo se resolverá, correcto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *