Oliveira de Azeméis, Sociedade

Hermínio Loureiro quer empresas com mais responsabilidade social – Oliveira de Azeméis

A crise financeira que atinge as famílias e o aumento da taxa de desemprego são razões para que «as empresas aumentem a sua responsabilidade social», defendeu o presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis na abertura da conferência «A Conciliação trabalho-família», a primeira realizada no âmbito do ciclo de conferências de apoio ao empresário promovido pela autarquia.
Hermínio Loureiro considerou «fundamental a inclusão da responsabilidade social nas empresas» sendo «preocupação da autarquia estar próximo das questões sociais e ambientais do mundo empresarial».
«Uma organização socialmente responsável deve ter sempre em consideração o bem-estar e a segurança dos seus colaboradores», acrescentou, lembrando que «se os trabalhadores estiverem motivados serão mais produtivos e estarão mais protegidos no seu local de trabalho».
O autarca realçou a importância transversal da responsabilidade a nível ambiental, de igualdade de oportunidades, da segurança dos postos de trabalho e das relações com a sociedade civil e as instituições e disse que «as empresas com preocupações sociais são mais atractivas e competitivas, prevenindo fracturas dentro das famílias».
«A este nível, Oliveira de Azeméis tem excelentes exemplos como o extinto Centro Vidreiro que dispunha de cantina, uma colónia balnear, e uma escola para os filhos dos funcionários», acrescentou.
O colóquio reuniu empresários e procurou, segundo Hermínio Loureiro, reflectir sobre as vantagens
da comunidade empresarial gerir em paralelo com a competitividade impactos sociais e ambientais.
A iniciativa abordou ainda as estratégias de actuação do município no sentido da optimização dos seus recursos de modo a estimular a inovação e a produtividade.
O debate, que decorreu na biblioteca municipal Ferreira de Castro, foi o primeiro integrado no ciclo de conferências de apoio ao empresário sobre a responsabilidade social das empresas.
Os próximos irão incidir sobre «A construção de um processo de inclusão social mais forte» e «A integração profissional das pessoas portadoras de deficiência».

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *