Arouca, Cultura

Exposição: “A Biodiversidade no Paleozóico” – Uma Era para descobrir – Arouca

No âmbito da Semana Europeia de Geoparks, que decorre entre 22 de Maio e 6 de Junho, o Geopark Arouca associa-se também ao Ano Internacional da Biodiversidade, que se celebra este ano, promovendo a exposição temática “A Biodiversidade no Paleozóico”. A exposição, patente no Museu Municipal de Arouca, inclui obras do artista plástico Carlos Dias, representativas de alguns dos seres vivos do passado. Será inaugurada no dia 22 de Maio, Dia Internacional da Biodiversidade, prolongando-se até dia 20 de Junho.
 
Segundo a entidade organizadora (AGA – Associação Geoparque Arouca), com esta iniciativa pretende-se chamar a atenção do grande público para um período marcante da História da Humanidade – a Era Paleozóica, durante a qual o nosso planeta foi palco de episódios marcantes de explosão, diversificação e extinção da biodiversidade. “Só compreendendo as alterações sofridas pela biodiversidade do passado seremos capazes de entender a necessidade de proteger a biodiversidade actual, segundo o princípio de que o passado é a chave do futuro”, refere Artur Sá, coordenador científico do Geopark Arouca.
 
Sobre a Era Paleozóica e o Geopark Arouca
 
A Era Paleozóica (550 – 250 milhões de anos) foi o tempo do aparecimento e diversificação dos animais com concha e carapaça, do surgimento dos predadores, do aparecimento dos primeiros peixes, anfíbios e répteis e até das primeiras plantas. Durante esta ocorreram os três maiores eventos de extinção, que levaram ao desaparecimento uma parte significativa da biodiversidade que caracterizava então a Terra. Será esta dinâmica permanente, entre episódios de diversificação e extinção ao longo dos tempos geológicos, constante no processo de evolução, a responsável pela biodiversidade actual.
 
Diversos dos eventos de biodiversificação e extinção ocorridos durante o Paleozóico estão registados nas rochas que afloram no território do Geopark Arouca, como é o caso das trilobites gigantes de Canelas, fósseis de artrópodes marinhos que dominaram a fauna do oceano há cerca de 465 milhões de anos.
 
O Geopark Arouca abrange todo o município de Arouca, estando localizado a cerca de uma hora da cidade do Porto. Desde Abril de 2009 integra a Rede Europeia e Global de Geoparks sob os auspícios da UNESCO, com um património geológico ímpar em termos nacionais e internacionais.
Para mais informações sobre a exposição “Biodiversidade no Paleozóico”, a Semana Europeia de Geoparks e sobre o Geopark Arouca contactar a AGA – Associação Geoparque Arouca em www.geoparquearouca.com

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *