Educação, Oliveira de Azeméis

Políticos de palmo e meio questionam Hermínio Loureiro – Oliveira de Azeméis

Duas dezenas de alunos do 4º ano de escolaridade, de cinco escolas do concelho de Oliveira de Azeméis, vão «vestir-se» de deputados municipais e confrontar esta sexta-feira o presidente da autarquia sobre questões da vida política e autárquica.
A iniciativa – designada «Políticos de Palmo e Meio» – realiza-se às 09h30 na biblioteca municipal Ferreira de Castro sob a temática «Eu quero ser um cidadão activo».
Divididos por três bancadas, consoante o agrupamento de escolas a que pertencem, os pequenos deputados vão apresentar e submeter à votação da Assembleia propostas e formular ainda questões ao presidente do município que irá responder ou, então, encaminhá-las para o vereador que entender mais adequado.
Este ano, sob a temática «Eu quero ser um cidadão activo», o projecto começou a ser delineado em Novembro de 2009 com a eleição dos deputados nas escolas e dos elementos da mesa da Assembleia.
No início deste ano as crianças, com base no tema eleito, visitaram as freguesias, conversaram com a população e promoveram pesquisas ajudando-os nas medidas que devem adoptar para se tornarem cidadãos activos e ajudarem no desenvolvimento das suas freguesias.
O projecto «Políticos de Palmo e Meio» é promovido pelo município desde o ano lectivo 2006/2007 tendo como destinatários os alunos do 4º ano de escolaridade dos estabelecimentos de ensino públicos e privados.
A iniciativa, que vai na terceira edição, propõe trabalho em sala de aula à abordagem de questões sobre o poder local e os órgãos políticos locais.
O projecto, envolvendo os agrupamentos de escolas Bento Carqueja, Pinheiro da Bemposta/Palmaz/Travanca e S. Roque/Nogueira do Cravo, visa promover aprendizagens incluídas no currículo do 1º ciclo do ensino básico, fomentar a formação cívica dos alunos, o conhecimento do concelho e dos órgãos executivos e funções das autarquias (Câmara e juntas de freguesia) e desenvolvimento de competências ao nível da argumentação e explanação de ideias.
É ainda objectivo incutir nos alunos o significado da liberdade de expressão e do exercício da democracia.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *