Sociedade

Trofa divulga concurso “30 Famílias a Poupar” e ajuda a diminuir consumo de energia

A Câmara Municipal da Trofa está a promover o Concurso “30 Famílias a Poupar”, desenvolvido pela AMAVE.
 
A AMAVE, está a organizar o projecto do CIARE – Centro de Informação e Apoio Regional para a Eficiência Energética, no âmbito do Plano de Promoção de Eficiência no Consumo.

Este projecto tem como objectivo central despertar consciências e proporcionar informação aos consumidores, de forma a promover a eficiência energética no sector doméstico, nos Municípios da AMAVE.

O concurso “30 Famílias a Poupar” é uma das actividades que esta associação está a promover e  pressupõe a caracterização, acompanhamento e monitorização de 30 famílias no Vale do Ave, que serão seleccionadas mediante apresentação de candidatura.
 
A família que apresentar uma maior redução nos consumos de energia eléctrica será premiada com equipamento eficiente, no valor de 500€.
 
A ficha de inscrição e as condições de participação neste concurso estão acessíveis em http://www.ciare.biz, e para informações os interessados podem dirigir-se à Câmara Municipal da Trofa ao CMIC – centro Municipal de Informação ao Consumidor.
 
A Câmara Municipal da Trofa e a AMAVE pretendem, com esta acção, conhecer a tipologia dos consumos eléctricos domésticos, bem como demonstrar como é possível adequar os hábitos de consumo destas famílias a um consumo mais eficiente de energia eléctrica.
 
De recordar que, recentemente, a Câmara Municipal da Trofa, através do Centro Municipal de Informação ao Consumidor e com parceria do CIARE – Centro de Informação e Apoio Regional de Eficiência Energética, organizou, nos dois pólos de habitação social do Concelho da Trofa, sitos nas freguesias de São Romão do Coronado e de São Martinho de Bougado, duas sessões informativas sobre o tema da Eficiência Energética, com a presença do Vereador do Pelouro dos Direitos do Consumidor da Câmara Municipal da Trofa, José Magalhães Moreira. 
 
Estas Sessões permitiram que as famílias que vivem nestes dois complexos (cerca de 120 agregados familiares) tivessem adquirido novas competências na área da gestão doméstica, com especial atenção para a necessidade efectiva de diminuição de consumos de energia, no dia-a-dia, bem como para a racionalização dos mesmos, ficando elucidados acerca da eficiência energética e de boas práticas de consumo de energia eléctrica.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *